RR
|
A+ / A-

Mau tempo cancela mais de 30 voos na Madeira

05 dez, 2019 - 12:49 • Redação com Lusa

Vento forte está a condicionar o tráfego aéreo e a navegação marítima no arquipélago.

A+ / A-

Entre partidas e chegadas, já foram cancelados, nesta quinta-feira, mais de três dezenas de voos no aeroporto do Funchal, na Madeira. Até ao final dia, estão canceladas 16 partidas e 16 chegadas.

O vento forte que se faz sentir no arquipélago motivou o aviso laranja emitido pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e em vigor até às 15 horas.

Desde as zero horas desta quinta-feira, a rajada mais forte sentida foi de 150 km/h, numa estação no Chão do Areeiro, nas zonas montanhosas, até às 6h00 desta manhã.

No aeroporto, a rajada mais forte foi de 108 km/h, também de acordo com os dados do IPMA.

As más condições atmosféricas atingem ainda o mar e a capitania do porto do Funchal, que também emitiu um aviso de agitação marítima forte até às 18h00 de quinta-feira, aconselhando as embarcações a regressar aos portos de abrigo.

A Porto Santo Line informa, na sua página de Internet, ter cancelado as viagens do Lobo Marinho para a ilha do Porto Santo, devido "às más condições meteorológicas que põem em causa a segurança do navio e dos seus passageiros".

O Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, por seu lado, emitiu um alerta para a não realização de percursos na natureza enquanto durar o aviso.

Da parte do Serviço Regional de Proteção Civil, o aviso recomenda às pessoas que fechem as portas e janelas, evitem viajar nas zonas afetadas pelo aviso meteorológico, não circulem por zonas com prédios degradados e prestem atenção às estruturas montadas (andaimes, toldos, tendas, telhados).

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.