|
A+ / A-

Via do Infante. Três mortos e dois feridos graves em acidente com quatro viaturas

03 dez, 2019 - 17:41 • Lusa

Desastre obrigou ao corte da A22, junto ao nó de Boliqueime, em Loulé.

A+ / A-

Pelo menos três mortos, dois feridos graves e cinco ligeiros é o balanço de uma colisão entre quatro viaturas registada, esta terça-feira à tarde, na autoestrada A22 (Via do Infante), junto ao nó de Boliqueime, em Loulé.

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) disse à agência Lusa que as vítimas mortais são duas mulheres, de 60 e 35 anos, e um menino de 5 anos.

Os dois feridos graves, uma criança de 2 anos e um homem de 64, foram transportados para o hospital de Faro.

A colisão entre as quatro viaturas causou ainda cinco feridos ligeiros, quatro do sexo masculino - dois homens de 53 e 28 anos, um menino de 4 anos e um bebé de 9 meses - e ainda uma mulher de 25 anos, que foram também transportados para a unidade de saúde.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro, em declarações à Lusa, o acidente, que ocorreu às 15h43, obrigou ao corte daquela autoestrada junto ao nó de Boliqueime, no sentido entre Lagos e Faro.

Às 17h30 permaneciam ainda no local 34 operacionais dos Bombeiros, GNR, INEM e Cruz Vermelha, apoiados por 16 viaturas.

[notícia atualizada às 17h54]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • joao
    03 dez, 2019 loule 19:45
    Não sei qual foi a origem , nem a causa do acidente , mas só por estar envolvida uma carrinha de transferes , não perco a oportunidade de chamar a atenção de como alguns deles conduzem , pois tenho assistido a momentos macabros e perigosos por parte desses condutores , excessos de velocidade , ultrapassagens no limite , mesmo sobre linhas continuas etc . Quem anda na estrada já concerteza se apercebeu da presença destes Fittipaldis do asfalto