|
A+ / A-

Morreu o psicanalista Carlos Amaral Dias

03 dez, 2019 - 13:57 • Redação com Lusa

Carlos Amaral Dias publicou vários artigos científicos e livros focados nos temas da psicanálise e psicologia clínica.

A+ / A-

O psicanalista e professor Carlos Amaral Dias morreu esta terça-feira, em Lisboa, de doença, disse à agência Lusa, Luís Marinho, docente e membro da comissão do Instituto Superior Miguel Torga.

Carlos Amaral Dias, nasceu em 1946, em Coimbra, tendo tido quatro filhos, entre eles a ex-deputada Joana Amaral Dias.

Tinha abandonado há cerca de um mês, a pedido do próprio, a direção do Instituto Miguel Torga, à frente do qual esteve mais de duas décadas.

Amaral Dias foi professor da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação de Coimbra, onde se doutorou depois de se ter licenciado em psiquiatria, também na Universidade de Coimbra.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.