|
A+ / A-

Sp. Covilhã

Ricardo Soares ficou "orgulhoso", mas queria mais frente ao Benfica. "A vitória era merecida"

03 dez, 2019 - 22:42 • Redação

O treinador do Sporting da Covilhã acredita que a sua equipa merecia mais que o empate (1-1) frente ao campeão nacional.

A+ / A-

Ricardo Soares mostrou-se "extremamente satisfeito e orgulhoso" dos seus jogadores, após o empate (1-1) frente ao Benfica, a contar para a segunda jornada do grupo B da Taça da Liga. Não obstante, frisou que o Sporting da Covilhã podia e merecia ter alcançado a vitória.

"Os meus jogadores fizeram um jogo extraordinário, a vitória era merecida para nós. Mas estou extremamente satisfeito, porque os jogadores foram premiados com um empate contra uma equipa que luta para ser campeã nacional. A diferença de qualidade entre as duas equipas é demasiado grande e nós conseguimos equilibrar", regozijou o técnico dos serranos, em declarações à Sport TV, no final do jogo.

"Não me lembro de alguma oportunidade"

O Covilhã entrou "muito bem" no jogo, a papar o jogo interior ao Benfica, "que teve de atacar pelo exterior", e a criar perigo no contra-ataque:

"Na primeira parte, tivemos duas ou três situações. Na segunda parte, entrámos muito bem, fizemos um golo e podíamos ter feito o 2-0. Depois, tivemos dificuldades, numa fase em que o Benfica foi muito forte. Fizeram o golo numa segunda bola, nós sofremos, mas as vitória era justa para nós. Nós defendemos para atacar, não para destruir. O Benfica teve muito volume de jogo e os cruzamentos criavam perigo, mas não me lembro de alguma oportunidade de golo. A nossa organização defensiva ficou bem patente e não permitiu grandes veleidades ao Benfica."

O Covilhã chega à última jornada com "grandes possibilidades de passar à 'final four', o que é muito gratificante", para Ricardo Soares.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.