Tempo
|
A+ / A-

​Jorge Jesus será condecorado com título de cidadão honorário do Rio de Janeiro

22 nov, 2019 - 04:04 • Lusa

Treinador português do Flamengo será homenageado na próxima segunda-feira, já depois da final da Taça Libertadores, a Liga dos Campeões da América Latina.

A+ / A-

Veja também:


O técnico português Jorge Jesus, que treina atualmente o Flamengo, será condecorado na próxima segunda-feira com o título de cidadão honorário da cidade brasileira do Rio de Janeiro.

A distinção a ser entregue pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro foi anunciada esta quinta-feira num cartaz a que o jornal "Globo" teve acesso, e indica que a iniciativa partiu do ex-atleta do Flamengo e atual vereador daquela cidade brasileira, Felipe Michel.

Jesus será homenageado numa cerimónia no plenário da Câmara na próxima segunda-feira, pelas 10:00 (13:00 em Lisboa), no Centro do Rio de Janeiro.

O brasileiro Flamengo defronta no sábado, no Peru, os argentinos do River Plate na final da Taça dos Libertadores, encontro que pode levar Jorge Jesus a tornar-se no primeiro treinador português de futebol a vencer a principal competição sul-americana de clubes.

Derrotado nas finais da Liga Europa que disputou, em 2012/13 e 2013/14, ao comando do Benfica, Jesus, nascido na Amadora há 65 anos, pode fazer história na Libertadores, prova que nenhum treinador português conquistou.

Contudo, o próximo fim de semana pode, aliás, trazer dois títulos para o palmarés do Flamengo, que se sagrará campeão brasileiro pela sexta vez, e primeira desde 2009, caso o Palmeiras não vença no domingo na receção ao Grêmio. Sê-lo ia com quatro jornadas por disputar.

Em pouco mais de quatro meses, Jesus já conquistou o 'coração' dos adeptos do clube 'rubro-negro', mais do que pelos triunfos, pela forma como a equipa os consegue, pelo atraente futebol que pratica e tem sido traduzido em resultados, com dois troféus à 'mão de semear'.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.