|
A+ / A-

Ataques no nordeste da Síria atingem cristãos e matam dois padres

11 nov, 2019 - 16:43

Dois sacerdotes foram assassinados quando viajavam até Deir Ez Zor, num ataque reivindicado pelo Estado Islâmico.

A+ / A-

Dois ataques diferentes atingiram a comunidade cristã do nordeste da Síria, esta segunda-feira, fazendo vítimas.

Num primeiro incidente dois padres foram assassinados quando tentavam chegar a Deir Ez Zor. Os dois padres, pai e filho, são da Igreja Católica Arménia de Qamishli, uma das cidades com maior número de cristãos na região.

Tal como várias outras igrejas católicas de rito oriental, a Igreja Católica Arménia permite a ordenação de homens casados e não é raro os filhos de padres seguirem o mesmo caminho que os pais. Era o caso de Hovsep Petoyan e do seu pai, Hanna Petoyan numa nota publicada nas redes sociais pelo Conselho Militar Siríaco, a milícia cristã que integra as Forças Democráticas da Síria, que operam naquela zona.

A mesma nota indica que esse duplo homicídio foi reivindicado pelo autoproclamado Estado Islâmico.

Também esta segunda-feira houve uma série de explosões em Qamishli, pelo menos uma das quais atingiu a Igreja Católica Caldeia. Segundo a nota do Conselho Militar Siríaco o ataque fez mortos e feridos, em número ainda por determinar.

Existem comunidades significativas de cristãos no nordeste da Síria. Muitas delas estabeleceram-se nessa região depois de fugir do genocídio de que foram alvo no Império Otomano, em 1915. Conhecido como o genocídio dos arménios, atingiu também outros grupos cristãos.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.