|
A+ / A-

Jordan Santos, melhor do mundo no futebol de praia

09 nov, 2019 - 22:08 • Redação

Nazareno, de 28 anos, teve um ano de luxo ao serviço da equipa das quinas e do clube, o Sp. Braga.

A+ / A-

O jogador Jordan Santos venceu o prémio de melhor jogador do mundo de futebol de praia na Gala Beach Soccer Stars 2019, no Dubai.

O vencedor é conhecido depois da votação de capitães e selecionadores de todas as seleções.

É um ano de luxo para o nazareno de 28 anos depois de já ter conquistado a Liga Europeia, os Jogos Europeus de Minsk, o Mundialito e o Torneio Internacional da China pela equipa das quinas. Já pelo Sp. Braga é tricampeão nacional, tricampeão europeu, vencedor do Mundialito de Clubes e da Taça de Portugal.

Jordan Santos é o segundo português a ser coroado melhor do mundo. Madjer já tinha sido o vencedor por cinco vezes: 2003, 2005, 2006, 2015 e 2016.

Em declarações durante a gala, citadas pelo site da FPF, Jordan disse: "Quero dar os parabéns ao Gori e ao Rodrigo, pela caminhada e trabalho que têm desenvolvido. Se este prémio vos tivesse sido entregue, seria igualmente justo. Agradeço também à organização desta Gala. É um momento marcante para a vida de atletas, treinadores e apaixonantes da modalidade".

"Quero agradecer à equipa técnica e aos meus colegas da Seleção Nacional, assim como ao Sp Braga, que é a melhor equipa de futebol de praia do Mundo. Só é possível ganhar estes prémios jogando ao lado de grandes jogadores. Agradeço à minha família, à minha mulher, e ainda ao presidente da CM Nazaré, que está aqui presente e que muito tem feito pelo futebol de praia".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.