Tempo
|
A+ / A-

PCP volta a escolher João Oliveira como líder parlamentar e confirma convergência com “Os Verdes”

24 out, 2019 - 14:36 • Lusa

"João Oliveira é um belo líder do grupo parlamentar", diz o secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa.

A+ / A-

O deputado comunista João Oliveira foi esta quinta-feira reconduzido como presidente do grupo parlamentar do PCP para a XIV Legislatura, após reunião dos deputados comunistas, na Assembleia da República.

Os eleitos pelo PCP em 6 de outubro sancionaram ainda os nomes de António Filipe e Paula Santos para continuarem como vice-presidentes da bancada comunista, de acordo com as diretrizes definidas também pela direção do partido.

O PCP indicou também António Filipe para desempenhar as funções de vice-presidente do parlamento, enquanto Ana Mesquita foi a designada para secretária da mesa da Assembleia da República.

Duarte Alves e João Dias foram os deputados indicados pelos comunistas para o conselho de administração do parlamento, respetivamente como membro efetivo e membro suplente.

O secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, em declarações aos jornalistas, declarou que "João Oliveira é um belo líder do grupo parlamentar".

O secretário-geral comunista reafirmou a convergência com o parceiro da Coligação Democrática Unitária (CDU), o Partido Ecologista "Os Verdes", e definiu como prioridades para a XIV Legislatura, que começa sexta-feira, uma rede pública de creches gratuitas.

Jerónimo de Sousa, entre outras iniciativas, elegeu também o aumento do salário mínimo nacional para 850 euros como uma das iniciativas da bancada do PCP na Assembleia da República.

"Confirma-se o empenhamento no sentido da convergência e da iniciativa, particularmente no plano parlamentar. Convergência também em relação ao futuro da batalha eleitoral das eleições autárquicas (2021)", afirmou, após reunião com os responsáveis ecologistas, na sede do PEV, em Lisboa.

Como objetivos para as próximas semanas, no novo parlamento, o líder comunista elegeu um, "que tem de ser trabalhado e concretizado - a ideia de que todas as crianças até aos três anos deveriam ter uma creche gratuita", além da "valorização do trabalho e dos trabalhadores, particularmente o aumento geral dos salários e do salário mínimo nacional".

Jerónimo voltou a negar a existência quaisquer contactos ou reuniões formais com o PS ou com o novo Governo depois daquela realizada em 09 de outubro, na sede comunista, e remeteu eventuais contactos sobre a proposta de Orçamento do Estado para 2020 para depois da apresentação do programa do executivo minoritário socialista.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+