Tempo
|
A+ / A-

União das Misericórdias tem equipa de médicos para colmatar falhas no Garcia de Orta

17 out, 2019 - 12:12 • Redação

A solução encontrada poderá ser extensível a outros hospitais, diz Manuel Lemos, que elogia a voluntarismo dos médicos que aceitaram fazer parte da equipa.

A+ / A-

Está fechado acordo entre o Hospital Garcia de Orta e as misericórdias, que permite resolver o problema de falta de médicos naquele hospital.

Há já uma equipa de médicos pediatras do Norte e Centro do país disponível para fazer face à falta de médicos que se tem feito sentir sobretudo durante os fins-de-semana, como explica Manuel Lemos, da União das Misericórdias.

“Este apoio que vamos dar, nomeadamente aos fins-de-semana, nas urgências do hospital Garcia de Orta, nesta primeira fase, é necessariamente um apoio pontual. Agora estamos a tentar operacionalizar isso.”

“Já temos a disponibilidade de um grupo de profissionais e os nossos profissionais e as nossas equipas estão a montar agora a forma de responder a isto com a maior brevidade”, diz.

Para já a ajuda é para o Garcia de Orta, mas Manuel Lemos não põe de lado a hipótese deste apoio chegar a mais hospitais.

“Para já vamos ajudar o Garcia de Orta, uma coisa de cada vez, e depois logo veremos. Também veremos quantos médicos temos, quantos mais haverá. Embora sejam pagas despesas e o trabalho, não deixa de ser um trabalho voluntário, porque é um trabalho de grande disponibilidade por parte dos médicos”, conclui.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.