A+ / A-

Morreu Alexei Leonov, o primeiro homem a caminhar no espaço

11 out, 2019 - 16:29 • João Pedro Barros com agências

Tinha 85 anos e era considerado um herói na Rússia. Em 1965 saiu da cápsula Voskhod 2, suspenso por um cabo, para um "passeio" que durou 12 minutos e nove segundos.
A+ / A-

A agência espacial Russa anunciou esta sexta-feira que Alexei Leonov, o primeiro humano a caminhar no espaço, há 54 anos, morreu em Moscovo, aos 85 anos.

A Roscosmos confirmou o óbito em comunicado publicado no seu 'site' da Internet, mas não forneceu detalhes. A agência Reuters fala de uma "doença prolongada".

Leonov protagonizou a sua caminhada no espaço a 18 de março de 1965, quando saiu da cápsula Voskhod 2, suspenso por um cabo.

O "passeio" durou 12 minutos e nove segundos e o cosmonauta esteve em risco de não conseguir regressar à nave espacial, porque o fato insuflável se encheu com demasiado ar.

Apesar de ser muito menos conhecido internacionalmente do que Yuri Gagarin, o primeiro homem no espaço, Leonov era muito popular no país natal.

Na sua segunda viagem ao espaço, 10 anos mais tarde, Leonov comandou a metade soviética da missão 19 da Apolo-Soyuz. Foi a primeira missão espacial conjunta entre a União Soviética (URSS) e os Estados Unidos, realizada no auge da guerra fria.

O cosmonauta completou 85 anos em maio. Alguns dias antes, dois membros russos da tripulação da Estação Espacial Internacional aventuraram-se em espaço aberto numa caminhada planeada, com autocolantes nos fatos espaciais, prestando-lhe homenagem e congratulando-o do espaço.

Leonov recebeu duas medalhas de "herói da União Soviética", uma das condecorações mais prestigiadas da nação, e há uma pequena cratera na Lua com o seu nome. Retirou-se em 1992, um ano depois da desintegração da URSS.

De acordo com a Roscosmos, Leonov será sepultado na terça-feira num cemitério memorial militar fora de Moscovo.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.