A+ / A-

Infarmed proíbe entrada no mercado de teste rápido de autodiagnóstico ao VIH

09 out, 2019 - 08:35 • Lusa

Trata-se de um produto de um fabricante chinês. Não está à venda em Portugal, mas era vendido na internet.
A+ / A-

O Infarmed anunciou esta quarta-feira que proibiu a colocação no mercado do teste rápido de autodiagnóstico Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) do fabricante chinês Zhuhai Encode Medical Engeneering por falta de conformidade com as diretivas europeias.

Apesar de este dispositivo médico não estar à venda em Portugal, o Infarmed frisa que existe livre circulação de produtos no Espaço Económico Europeu e que o produto, que não apresentava a marcação CE, é vendido na internet.

Além de recomendar que este produto não seja usado, o Infarmed solicita ainda que a existência deste teste rápido seja reportada à direção de produtos de saúde do regulador.

A falha foi detetada no âmbito de uma fiscalização da autoridade sueca competente.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.