A+ / A-
Santa Clara

Rui Cordeiro: "Dizer que Fábio Cardoso é violento é uma asneirada"

09 out, 2019 - 18:15

O presidente da SAD do Santa Clara defende o central, que foi duramente criticado pelo FC Porto depois do lance que provocou a lesão de Romário Baró. Sobre o inquérito para apurar o que aconteceu no túnel do Estádio de Dragão, Rui Cordeiro diz que aguarda com serenidade pela investigação.
A+ / A-

O presidente da SAD do Santa Clara, dos Açores, defende a integridade do defesa Fábio Cardoso. Em entrevista a Bola Branca, Rui Cordeiro considera que "dizer que o Fábio Cardoso é violento é uma asneirada", sublinhando que "é um jogador viril, mas que respeita o adversário".

Nestas declarações à Renascença, o dirigente açoriano recorda que o capitão do Santa Clara "fez todos os escalões da seleção nacional" e que "de violento não tem nada". É "homem sério e honesto e um fantástico ser humano".

Fábio Cardoso foi o centro das atenções no final do jogo entre FC Porto e Santa Clara, depois de ter lesionado Romário Baró. No túnel de acesso ao balneários o defesa foi confrontado por um elemento da estrutura portista, tendo ambos trocado palavras acesas. Este facto motivou o conselho de disciplina da Federação Portuguesa de Futebol a abrir um inquérito para apurar tudo o que se passou.

Sobre esta altercação, Rui Cordeiro diz que "aguarda com serenidade o desenrolar da investigação". No entanto, pede que "exista uma separação de poderes entre a justiça desportiva e o que se passa dentro de relvado". O dirigente sublinha que o Santa Clara "tem boas relações com todos os clubes" e que o emblema de São Miguel "não quer contribuir para polémicas no futebol português".


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.