|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Legislativas 2019

Debate de "Centenos"... ou "Sarmentos". Rio desafia PS para debate técnico sobre finanças

24 set, 2019 - 16:34 • Paula Caeiro Varela com redação

Depois do frente a frente com Costa, em que disse que tem o seu próprio Mário Centeno, líder do PSD quer debate para esclarecer números da economia.

A+ / A-

O presidente do PSD, Rui Rio, desafiou esta terça-feira o Partido Socialista (PS) a aceitar um debate entre os protagonistas da área das Finanças, um dia depois de ter sublinhado que tem o seu "próprio Mário Centeno" num frente a frente com António Costa, no debate da rádio transmitido pela Renascença, Antena 1 e TSF.

Numa ação de campanha para as legislativas de outubro, Rio disse que Costa tem estado a atirar números da economia para cima da mesa que era interessante esclarecer, daí o desafio para um debate entre Mário Centeno, atual ministro das Finanças e candidato a deputado pelo PS, e "o Mário Centeno" de Rio, Joaquim Miranda Sarmento.

"O professor Joaquim Sarmento já disse que sim, que aceita esse debate, e portanto se o doutor António Costa tem tanta segurança naquilo que foram os números que jogou para cima da mesa ontem e anteontem, seguramente que o seu Joaquim Sarmento, que se chama Mário Centeno, aceitará debater esses números."

Referindo que o convite veio da Antena 1 mas que "pode ser de outros [meios de comunicação] também", o líder do PSD e número dois das listas do partido pelo Porto reforçou que, dada a "segurança" demonstrada por Costa, "aceitará seguramente fazer esse debate".

"Acho que, nesta altura em que encerramos os debates políticos, fazer um ou outro debate técnico - e este até é importante, sobre finanças - entre os protagonistas principais sectoriais dos diversos partidos também ajuda a uma campanha eleitoral mais elevada, com um debate sério e esclarecedor", acrescentou Rui Rio.

Últimaslegislativas 2019
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.