A+ / A-

Taxa do açúcar. Empresas de refrigerantes subiram preços

19 ago, 2019 - 09:00 • Redação

Preços subiram em média mais cinco cêntimos para além da taxa, segundo um estudo.
A+ / A-

As empresas que produzem bebidas açucaradas aproveitaram a taxa do açúcar para aumentar os preços dos refrigerantes, ultrapassando o valor imposto pelo Governo em 2017.

O “Jornal de Notícias” conta que um estudo liderado pelo Ministério da Economia concluiu que as empresas aproveitaram a taxa do açúcar para subirem os preços: em média mais cinco cêntimos para além da taxa.

A análise publicada pelo Gabinete de Estratégia e Estudo revela, por exemplo, que nos casos das bebidas em que houve alteração da fórmula para diminuir o teor de açúcar abaixo do limite de 80 gramas/litro, o preço aumentou em média 15 cêntimos, quando a taxa sobre estes refrigerantes foi de dez cêntimos, incluindo o IVA.

Segundo o jornal, os investigadores acreditam que esta subida “pode refletir, em parte, os custos adicionais relacionados com a reformulação do produto, reembalagem e reposicionamento da marca”.

A taxa do açúcar foi introduzida em fevereiro de 2017, a qual trouxe uma taxa de 16 cêntimos (mais IVA) por litro nas bebidas com mais de 80 gramas e de oito cêntimos (mais IVA) por litro para os refrigerantes com um valor de açúcar inferior.

Apesar deste aumento dos preços, o mesmo estudo mostra que os consumidores continuaram a comprar.



legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.