A+ / A-

​Diocese de Bragança-Miranda investiga suspeita de abuso de menor

02 ago, 2019 - 09:30 • Olímpia Mairos

A alegada vítima foi ouvida e o caso foi enviado para a Congregação para a Doutrina da Fé.
A+ / A-

A Diocese de Bragança-Miranda está a investigar e a acompanhar uma suspeita de abuso sexual de menor por parte de um sacerdote.

A notícia foi revelada esta sexta-feira pela própria diocese, através de um comunicado no qual informa que, “há algum tempo, a Diocese recebeu uma queixa escrita pela eventual vítima, maior de idade, sobre a possível prática de um abuso sexual por parte de um sacerdote da Diocese, numa altura em que a alegada vítima era ainda menor”.

A diocese transmontana esclarece que “imediatamente se deu início aos procedimentos previstos pela Conferência Episcopal Portuguesa e pela Santa Sé”.

“A eventual vítima foi ouvida, e recolheram-se as informações pertinentes, e tudo foi enviado para a Congregação para a Doutrina da Fé, em Roma. A Diocese está em contacto com a eventual vítima e mantém um acompanhamento próximo neste momento tão difícil”, lê-se no comunicado enviado à Renascença pelo presidente da Comissão Diocesana para a Proteção de Menores e de Pessoas Vulneráveis (CDPMPV).

A Comissão faz saber que “à eventual vítima foi lembrada a importância de fazer queixa junto das autoridades policiais e judiciais pertinentes” e acrescenta que a diocese “não tem conhecimento se foi feita alguma queixa e manifesta, desde já, a disposição de colaborar maximamente com as autoridades”.

A suposta vítima terá manifestado o desejo de “não ser identificada” e a diocese transmontana explica que, “porque ainda não estão apuradas responsabilidades, não nos é possível neste momento entrar em maior detalhe”.

“É com preocupação que damos esta informação, e a simples possibilidade de poder ter ocorrido um abuso deixa-nos apreensivos, por serem tão devastadores os seus efeitos, e por ser uma conduta tão contrária ao serviço do Evangelho. Temos o propósito firme de estar ao lado do Papa Francisco na luta decidida para afastar este mal”, lê-se no comunicado da recente nomeada CDPMPV.

A Diocese de Bragança-Miranda pede agora a quem tiver informações sobre eventuais abusos sexuais que se dirija ao padre José Manuel Bento Soares, presidente da Comissão Diocesana para a Proteção de Menores e de Pessoas Vulneráveis, através dos seguintes contactos: 273 329 182, cdpmpv.diocesebm@gmail.com, Cúria Diocesana, Rua Dr. Herculano da Conceição, 10, 5300-032 Bragança.


guialiga19_20_banner
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Jomané
    03 ago, 2019 Bragança 00:31
    Custou-me imenso ao tomar conhecimento desta notìcia... Com tantos artigos que jà li a respeito deste caso, fico com a duvida da honestidade do queixoso(a) 17 anos....ou mais, segundo as informações....por favor....um caso de pedofilia?? Na minha forma de ver este caso, diria antes que por vezes com essa idade, têm mais malicia do que se pensa, e por vezes com a ajuda dos pais ou amigos deixam pessoas de boa indole na rua da amargura, na lama, destruindo assim tantas vidas .... Não estou a defender pedofilos, longe de mim tal pensamento! So lamento que continuem a chamar "crianças" a jovens com barba e ovulações...POR FAVOR!!! Pedofilos, que abusam de crianças inocentes, como por ex. com 5 ,6,9,10,11,12 anos, deveriam ser castigados a meu ver sem piedade alguma, mas neste caso e para terminar, fico estupefacto ao ver tanto "alarido" por uma pessoa praticamente maior de idade.... Resultado final: a destruição de uma vida, sabe Deus quantos sacrificios passaria para conseguir os seus objectivos, ficando assim ao abrigo de uma simples acusação, na lama, rotulado para sempre... O ser humano é vil, desprovido na grande maioria de inteligência , mas pleno de maldade....