A+ / A-

​EUA. Festival Woodstock 50 foi cancelado

01 ago, 2019 - 01:55 • Redação

Organização queria celebrar o festival original, realizado em 1969, mas "uma série de contratempos inesperados" levou ao cancelamento.

A+ / A-

O festival de celebração dos 50 anos de Woodstock, que estava previsto para 16, 17 e 18 de agosto nos Estados Unidos, foi cancelado esta quarta-feira.

O anúncio foi feito em comunicado pelos organizadores, depois de várias semanas de especulação sobre se o festival iria mesmo acontecer.

“Estamos tristes que uma série de contratempos inesperados tenha tornado impossível realizar o festival que imaginámos, com o grande lineup que contratámos e com o envolvimento social que antecipámos”, declarou Michael Lang, um dos produtores originais do emblemático festival de 1969.

O cancelamento do Woodstock 50 já era esperado. Primeiro, a organização não conseguiu encontrar local para o festival no estado de Nova Iorque – recebeu duas negas -, depois, perdeu apoios financeiros e alguns cabeças de cartaz, como o rapper Jay-Z e a cantora Miley Cyrus, desistiram.

Os organizadores transferiram o festival para um recinto mais pequeno, em Maryland, mas várias das bandas contratadas cancelaram os concertos.

O festival Woodstock de 1969, realizado no estado de Nova Iorque, foi o auge do movimento hippie. Durante os três dias de "música e paz", passaram pelo palco nomes como Jimi Hendrix, Janis Joplin, Santana, Joan Baez, Ravi Shankarou Grateful Dead.

A organização esperava 200 mil espetadores, mas apareceram meio milhão de pessoas vindas de todos os cantos dos Estados Unidos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.