Tempo
|
A+ / A-

Desnuclearização

EUA estão prontos para reiniciar conversações com a Coreia do Norte

01 ago, 2019 - 16:22 • Lusa

Secretário de Estado americano Mike Pompeo considerou improvável um encontro entre as duas partes no âmbito do fórum anual da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), mas está otimista em relação a um reatamento das conversas acerca da desnuclearização do regime norte-coreano.

A+ / A-

O secretário de Estado norte-americano referiu esta quinta-feira que a administração da Casa Branca está preparada para reiniciar conversações com a Coreia do Norte, mas considerou improvável um encontro entre as duas partes numa conferência a decorrer em Banguecoque.

Mike Pompeo disse que ele e o chefe da equipa negocial, Stephen Biegun, esperavam encontrar-se com um responsável norte-coreano em Banguecoque no âmbito do fórum anual da Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

O encontro ainda não foi agendado e o ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano não é aguardado na reunião de três dias que decorre na capital tailandesa, pelo que Pompeo admite que não se realize qualquer encontro.

“Estamos prontos a prosseguir as conversações diplomáticas com os norte-coreanos”, disse Pompeo em declarações ao media durante uma conferência de imprensa conjunta com o homólogo tailandês.

“Lamento, parece que não terei essa oportunidade enquanto permaneço em Banguecoque, mas estamos prontos a prosseguir”, acrescentou.

Apesar disso, Pompeo disse acreditar que uma nova ronda de conversações lideradas por Biegun e o seu homólogo norte-coreano poderá ocorrer em breve.

O encontro anual sobre segurança da ASEAN constituiu no passado um local para o diálogo entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte.

Pompeo, com uma agenda muito preenchida até partir para a Austrália no sábado, fez estes comentários após a Coreia do Norte ter anunciado novos progressos nos testes de mísseis que realizou durante a semana.

Estes testes, os primeiros desde o encontro entre Kim Jing-un e o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a 30 de junho na fronteira entre as duas Coreias, ameaçam intensificar a tensão na região, enquanto as negociações para a desnuclearização do regime norte-coreano continuam estagnadas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.