|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

França confirma que Centeno é hipótese para o FMI

26 jul, 2019 - 18:16 • Redação, com Reuters

O ministro português das Finanças e presidente do Eurogrupo é um dos cinco nomes em cima da mesa dos líderes europeus para ocupar o cargo.

A+ / A-

Os Estados-membros da União Europeia estão a escolher um candidato para liderar o Fundo Monetário Internacional (FMI) e Mário Centeno está na lista. A notícia foi avançada esta sexta-feira por fonte oficial do Governo francês à agência Reuters.

O ministro português das Finanças e presidente do Eurogrupo é um dos cinco nomes em cima da mesa dos líderes europeus para ocupar o cargo.

De acordo com a mesma fonte oficial do Governo de Paris, os outros possíveis candidatos são o holandês Jeroen Dijsselbloem, o antigo presidente do Eurogrupo; Nadia Calvino, a ministra espanhola da Economia; Olli Rehn, o governador do banco central da Finlândia; e a búlgara Kristalina Georgieva, diretora executiva do Banco Mundial.

A França está a liderar o processo de escolha do candidato europeu à liderança do Fundo Monetário Internacional, adianta o responsável francês à Reuters.

Christine Lagarde está de saída do FMI, cargo que ocupa desde 2011, e vai liderar o Banco Central Europeu (BCE), sucedendo ao italiano Mario Draghi.

O primeiro-ministro admitiu na semana passada que Mário Centeno é hipótese como diretor-geral do FMI, mas não um objetivo diplomático fixado, sendo antes prioridade portuguesa ter uma pasta relevante na futura Comissão Europeia.

"Os objetivos que temos neste quadro situam-se no âmbito da União Europeia. A hipótese que está em cima da mesa relativamente ao FMI é uma hipótese que obviamente não podemos deixar de considerar, mas não era um objetivo que tivesse - e também sei que não era um objetivo de vida pessoal. Obviamente, estando em cima da mesa, vamos ver", disse em entrevista à rádio "Observador".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.