|
O Mundo em Três Dimensões
Números que contam histórias de segunda a sexta-feira (05h40, 17h50 e 21h05).
A+ / A-
Arquivo
O Mundo em Três Dimensões - Panorama - 16/05/2019
O Mundo em Três Dimensões - Panorama - 16/05/2019

O Mundo em Três Dimensões

Jornal centenário da Venezuela suspende edições em papel

16 mai, 2019 • André Rodrigues , Paulo Teixeira (sonorização)


Não há papel, não há jornal. É a circunstância que torna inevitável o fim de um ciclo.

Mais de um século anos depois, 14 de maio de 2019 foi o dia da edição número 35.549 do Panorama, um jornal diário da Venezuela. A última em papel.

Podia ser como aconteceu aqui em Portugal, com o Diário de Notícias. Digital de segunda a sexta-feira e em papel aos sábados, para quando o leitor tem mais tempo para leituras mais exigentes.

Mas não. Na Venezuela, o jornais tornam-se notícia porque deixam de estar à venda nos quiosques, deixam de estar à disposição dos leitores nos cafés. Não há papel, não há tinta, param as rotativas. Quatro milhões de habitantes do estado de Zulia ficam sem o diário de referência.

Zulia, cuja capital é Maracaibo, fica a 700 quilómetros de Caracas. Cerca de 3.500 portugueses estão registados nesta região.

A partir de agora, o Panorama só poderá ser lido em edição digital, mas o problema é que a internet passa mais tempo em baixo do que a funcionar.

É mais um retrato da crise na Venezuela. Com este jornal, são já 67 os meios de comunicação que fecharam total ou parcialmente desde 2013.

Desde o início deste ano, o Instituto de Imprensa e Sociedade da Venezuela denuncia mais de 200 casos de violação dos direitos dos venezuelanos.

Aqui incluem-se: suspensão de transmissões ao vivo, ataques a trabalhadores da imprensa, limitações no livre acesso à Internet, atos de intimidação de parte dos organismos de segurança do Estado e um discurso insultuoso contra os jornalistas.

Estão comprovados 22 casos de violação à liberdade de expressão em 48 denúncias registadas no mês passado. Parece muito, mas - na verdade - abril até foi o mês com menor número de casos registados. Pelo menos, até agora.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.