A+ / A-

Líder da Coreia do Norte fala à imprensa. "Não direi que estou pessimista” num acordo com Trump

28 fev, 2019 - 02:41 • Redação

No arranque do segundo dia da cimeira que decorre no Vietname, Kim Jong-un surpreendeu ao aceitar responder a uma pergunta de um jornalista ocidental.
A+ / A-

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, afirma que ainda é cedo para dizer se haverá um acordo com o Presidente dos Estados Unidos, mas sublinha que não está pessimista.

No arranque do segundo dia da cimeira que decorre no Vietname, Kim Jong-un surpreendeu ao aceitar responder a uma pergunta de um jornalista ocidental.

David Nakamura, do jornal norte-americano “Washington Post”, perguntou se o líder supremo da Coreia do Norte acreditava num acordo e Kim respondeu: “ainda é cedo para dizer, mas não direi que estou pessimista”.

Kim Jong-un prosseguiu admitindo boas sensações. “O que sinto agora… Tenho um ‘feeling’ num bom resultado”, declarou. Pouco antes tinha referido que fará o seu “melhor para alcançar um bom resultado hoje”.

A imprensa internacional refere que, provavelmente, esta é a primeira vez que o ditador norte-coreano responde a uma pergunta de um jornalista estrangeiro.

"Deve haver pessoas que nos veem a ter momentos maravilhosos, como uma cena de um filme de fantasia. Até agora, temos feito muitos esforços e está na hora de mostrá-los", declarou o ditador Kim.

Nas suas declarações no arranque do segundo e último dia da cimeira do Vietname, a segunda entre os dois países em menos de um ano, o Presidente norte-americano, Donald Trump, colocou alguma água na fervura das expetativas em relação a um acordo para a desnuclearização da Península Coreana.

"Não há pressa. Nós só queremos fazer o acordo certo", afirmou Donald Trump na conferência de imprensa conjunta realizada no hotel Metropole.

O Presidente norte-americano defende que "a velocidade não é importante" e "o importante é fazermos um bom acordo".

Donald Trump, de 72 anos, fez questão de destacar as boas relações pessoais com Kim Jong-un, de 35 anos: "a relação é muito forte e, quando tens uma boa relação, coisas boas podem acontecer".

O Presidente norte-americano falou ainda do jantar com Kim na noite de quarta-feira e revelou que desse encontro saíram "muitas e boas ideias", sem entrar em detalhes.

Uma viagem de dois dias, um tradutor veloz e protestos na Coreia do Sul. Arranca a cimeira Trump-Kim
Uma viagem de dois dias, um tradutor veloz e protestos na Coreia do Sul. Arranca a cimeira Trump-Kim

legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.