Tempo
|
A+ / A-

Líder radical que defende morte de Asia Bibi detido no ​Paquistão

24 nov, 2018 - 00:28

Detenção de Khadim Hussain Rizvi provocou novos confrontos entre manifestantes e polícia.

A+ / A-

O líder de um partido extremista islâmico, que tem apelado à revolta por uma lei da blasfémia mais severa, foi detido esta sexta-feira pelas autoridades do Paquistão.

Khadim Hussain Rizvi, do movimento Tehrik Labaik Ya RasoolAllah (TLP), foi levado por agentes na cidade de Lahore. A detenção foi seguida por confrontos entre os seus apoiantes e a polícia, incidentes que provocaram pelo menos cinco feridos.

O líder radical liderou o protesto contra a recente decisão do Supremo Tribunal de ilibar e libertar Asia Bibi, uma mulher cristã que tinha sido condenada à morte por blasfémia contra o profeta Maomé.

Ao início do dia desta sexta-feira, Khadim Hussain Rizvi tinha pedido aos seus apoiantes que se manifestassem no caso de ele ser detido pelas autoridades.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+