|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Presença de Bruno de Carvalho não aumenta risco de segurança da "caixa" da PSP

02 jan, 2018 - 13:00

O presidente do Sporting vai assistir ao dérbi na bancada, junto dos adeptos, e será revistado à entrada, se o Benfica, na qualidade de promotor do jogo, o decidir.

A+ / A-

Bruno de Carvalho estará entre o grupo de cerca de três mil adeptos que cumprirão a pé o trajecto entre o Estádio de Alvalade e o Estádio a Luz, esta quarta-feira, na "caixa de segurança" da PSP. A presença do presidente do Sporting não aumenta, no entanto, o risco de segurança.

O sub-intendente Pedro Pinho, responsável pela operação que a PSP montou para o dérbi, sublinha que "o risco é exactamente igual ao do dérbi anterior, independentemente de quem vai na caixa". O facto de se tratar da movimentação de um grupo de cerca de três mil pessoas é, por si só, um risco, sublinha.

Bruno de Carvalho deverá ser revistado à entrada para o recinto, mas esse processo, destaca Pedro Pinho, "é da competência do promotor do jogo". Ou seja, será o Benfica a determinar se o presidente do Sporting é revistado antes de entrar para a bancada.

Recomendações habituais num jogo de risco elevado

Pedro Pinho anotou, ainda, as recomendações habituais neste tipo de jogos, apelando aos adeptos para que "cheguem o mais cedo possível ao recinto". As protas abrem às 19h30, duas horas antes do início da partida.

A PSP espera casa cheia, cerca de 63 mil adeptos, "num jogo de risco elevado". O dérbi realiza-se a meio da semana, pelo que os constrangimentos de trânsito serão ainda maiores. O sub-intendente da PSP alerta para as restrições de estacionamento junto ao estádio.

O Benfica-Sporting, a contar para a jornada 16 do campeonato, realiza-se esta quarta-feira, às 21h30. O dérbi de Lisboa tem relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • aguia pesqueira
    02 jan, 2018 alcains 14:56
    Claro que não há o menor risco! Afinal, trata-se apenas, de uma manobra de transumância temporária, do gadinho do curral do Lumiar, para a caixa da catedral, sendo que desta vez, o líder da manada lidera... nada mais!
  • Ernesto
    02 jan, 2018 Lisboa 14:08
    Um presidente claqueiro só pode estar no meio da claque. Quem quiser um presidente que represente o clube que procure um novo presidente entre os sócios do Sporting.