Tempo
|
A+ / A-

Seca. PSD critica Governo por dar "sinais tão diferentes" sobre racionamento de água

22 nov, 2017 - 18:17

Hugo Soares acusa o Governo de descoordenação e de criar alarmismo na população afectada pela seca.

A+ / A-

O líder parlamentar do PSD, Hugo Soares, acusou esta quarta-feira o ministro e o secretário Estado do Ambiente de criarem “alarme social” ao terem feito declarações “tão diferentes” sobre o racionamento de água à noite, devido à seca.

“Quando dois membros do Governo, do mesmo ministério e tutela dão sinais tão diferentes às populações, há um alarme social que se cria”, afirmou o presidente da bancada social-democrata, Hugo Soares.

Para o líder parlamentar social-democrata, os discursos dos dois responsáveis revelam “desnorte”, mostrando que os portugueses “não podem ter confiança” em quem os governa.

“É impossível termos confiança num Governo que tem num dia o secretário de Estado do Ambiente a dizer que estão a estudar a possibilidade de racionalizar o consumo de água à noite e, no dia seguinte, o ministro dizer que essa é hipótese teórica, mas que nem sequer foi estudada”, sublinhou.

Hugo Soares falava aos jornalistas, durante uma visita à barragem da Vigia, no concelho de Redondo, distrito de Évora, a propósito de declarações do ministro do Ambiente e do seu secretário de Estado.

Em entrevista publicada na edição de terça-feira do jornal "i", o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, admitiu o racionamento de água à noite.

Questionado sobre o assunto, na terça-feira, em Évora, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, disse tratar-se de uma “hipótese teórica”, considerando que não faz qualquer sentido pensar nessa medida agora, porque está “no fim da linha”.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Sai palha
    23 nov, 2017 Lisboa 13:29
    Tadinho do Huguinho. Não o tratem mal ele já nasceu assim, parvinho.
  • portugues
    22 nov, 2017 portugal 20:53
    Ò miudo vai para casa, não percebes nada de politica.
  • Jose Melo
    22 nov, 2017 VILA REAL 20:37
    ESTE TÓTÓ VEM AGORA FALAR. ESTES GAJOS DO PSD AINDA NÃO DESPIRAM O PAPEL DE GOVERNANTES. IDE VOS CATAR
  • troc
    22 nov, 2017 evora 19:12
    Bem, conversa proveniente do nada, dada a natureza da personagem em causa, opina sobre tudo e não diz nada, pobre politico, agora é a água, será que fecha a torneira é que o chorrilho de água que brota da sua torneira cá para fora é angustiante, provavelmente , é o 1º a secar face á natureza da nascente, talvez quando RIO transbordar cá para fora .
  • couto machado
    22 nov, 2017 Porto 19:11
    Então a barragem de Foz Coa não tem uns desenhos do paleolitico que não se podiam afogar ? Parece que estou lembrado disso.
  • couto machado
    22 nov, 2017 Porto 19:07
    Este senhor, já não se lembra da água que o seu (dele) partido meteu. O que é que estes novos senhores podem fazer ? Esperar que chova três dias sem parar, como diz a canção brasileira dos anos sessenta.
  • Lá vem
    22 nov, 2017 lx 19:00
    o mesmo manguelas, armado em peru de Natal! Até mete nojo tanto emproamento!
  • Lola Cunha
    22 nov, 2017 Lisboa 18:46
    Olha o jovem dos ultimatos frouxos.