Tempo
|
A+ / A-

Acidentes de viação matam mais nas cidades do que nas autoestradas

17 nov, 2017 - 12:45

Presidente da Prevenção Rodoviária Portuguesa diz que a culpa principal é do mau comportamento dos condutores, mas também das autarquias.

A+ / A-

Os acidentes rodoviários continuam a matar mais dentro das localidades do que fora, segundo os dados mais recentes da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária.

De acordo com a edição desta sexta-feira do “Jornal de Notícias”, nos primeiros nove meses do ano registaram-se mais de 19 mil acidentes que provocaram cerca de 400 mortos, a maioria dentro das localidades.

Em declarações à Renascença, o presidente da Prevenção Rodoviária Portuguesa diz que isso é consequência do mau comportamento dos automobilistas.

José Miguel Trigoso critica ainda o que diz ser a má gestão dos municípios em matéria de mobilidade.

“Está-se a observar um acréscimo dentro das localidades de passagens de sinal vermelho, de viragens em sítios onde não é permitido, nomeadamente à esquerda, que provocam complicações no trânsito. Tudo isto acontece por um misto de pouca fiscalização e poucas consequências da fiscalização que é executada, mas também por asneiras na concepção e na gestão do trânsito por parte das autarquias, que por vezes criam dificuldades brutais a quem circula, sem explicação e sem justificação técnica para o fazer.”

Os dados revelam ainda uma utilização crescente dos motociclos. Consequência, diz José Miguel Trigoso, do desinvestimento nas redes de transportes públicos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 17 nov, 2017 Lisboa 13:58
    Com as bicicletas e as motos a aparecerem pelo meio dos caros sem regras aparecem de todo o lado. Até me admiro como não há mais cacetada.