A+ / A-

Governo pede auditoria à Protecção Civil devido a fogos de Outubro

31 out, 2017 - 18:25

A tragédia de Outubro acabou por ditar a demissão da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, substituída por Eduardo Cabrita.
A+ / A-

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, determinou esta terça-feira uma auditoria à Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), por causa dos incêndios que ocorreram entre 14 e 16 de Outubro, informou o Governo

Nesses incêndios acabaram por morrer 45 pessoas, em vários locais da região centro.

Segundo uma nota do Ministério da Administração Interna (MAI), a auditoria foi solicitada à Inspeção Geral da Administração Interna (IGAI) "para apuramento de eventuais responsabilidades".

Os fogos de Outubro foram a segunda tragédia no espaço de poucos meses em Portugal, depois de um grande incêndio em Pedrógão Grande ter morto 64 pessoas.

Pouco antes destes últimos incêndios foram conhecidos os relatórios sobre Pedrógão Grande que apontavam várias falhas, nas diferentes instituições que têm por missão prevenir e combater os fogos.

A tragédia de Outubro acabou por ditar a demissão da ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, substituída por Eduardo Cabrita.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.