|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​CDS deve apresentar moção de censura ao Governo por causa dos fogos

17 out, 2017 - 12:54 • Eunice Lourenço

A Renascença sabe que a comissão executiva reúne-se para discutir iniciativa, que pode ser apresentada ainda esta terça-feira.

A+ / A-

Veja também:


O CDS deve apresentar ainda esta terça-feira à tarde uma moção de censura ao Governo pela forma como geriu a época de incêndios e as catástrofes que levaram à morte de mais de 100 pessoas. A Renascença sabe que a iniciativa está a ser ponderada muito seriamente no partido liderado por Assunção Cristas, que convocou a sua comissão executiva para discutir esta medida.

A comissão executiva – o órgão mais restrito de direcção do CDS – reúne-se ao início da tarde desta terça-feira e, caso a decisão seja mesmo avançar com a moção de censura, esta pode ser anunciada de seguida numa conferência de imprensa já convocada para as 15h30.

Além da moção de censura, o CDS irá ter outras iniciativas relacionados com os incêndios e que também serão anunciadas nessa conferência de imprensa.

As moções de censura podem ser apresentadas por qualquer grupo parlamentar ou por um grupo de um quatro dos deputados e têm de ser apreciadas nas 48 horas seguintes à sua apresentação. Ou seja, a confirmar-se a moção do CDS, será discutida ainda esta semana.

Para ser aprovada precisa de ter o voto favorável da maioria absoluta dos deputados em funções, ou seja, ter 116 votos. Uma moção de censura aprovada implica a queda do Governo. Quando não é aprovada, o grupo parlamentar que a apresenta fica impedido de apresentar mais alguma na mesma sessão legislativa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Gomes L
    17 out, 2017 Lisboa 22:02
    Há por aqui sempre esquerdalhos a escrever, que os outros não têm direito de falar. Deviam ir viver para um gulag na Sibéria do stalin, ou talvez zarpar e juntaram-se às melícias na Venezuela.
  • 17 out, 2017 algures 17:18
    São os "políticos! que temos!.......simplesmente medíocres.
  • Pedro
    17 out, 2017 16:18
    Não vou comentar o que a senhora Cristas fez e não fez quando teve oportunidade. Considero mais útil apresentar sugestões de alterações à forma como é gerida a floresta que possam contribuir para minorar o impacto de eventuais incêndios, algo que a senhora Cristas poderia fazer também. Alguns aspectos que podem fazer toda a diferença. 1- Retenção e infiltração de água de forma sistemática. Através da criação de valas em linhas de nível, com espaçamento ajustado ao declive, que cortem as linhas de água e a redistribuam. Fazendo micro barragens nas linhas de água em todas as localizações de orografia favorável por forma a dispor de uma reserva. 2 - Eliminação da monocultura extensiva. Utilização de plantações mistas de espécies nobres de crescimento lento com outras de crescimento rápido. Desfasamento sistemático da colheita/desbaste em pequenos talhões por forma a retirar continuidade à carga combustível. Além dos habituais aceiros, limitar ainda mais a dimensão dos talhões com faixas de espécies autóctones. Manter faixas de proteção com 100 ou mais metros em torno das povoações/habitações libertas de floresta plantando aí pomares ou culturas anuais. 3 - Vigilância de proximidade durante todo o período crítico para permitir o controlo imediato dos acendimentos. 4 - Tornar rentável para as populações o corte do mato através da aquisição da matéria vegetal para biodigestão Já sei que tudo isto parece pouco rentável mas não é! Pelo menos é muito mais rentável do que arder tudo
  • Luís Cunha
    17 out, 2017 Loulé 16:02
    Mais uma oportunista !!! É repugnante como esta gentinha se aproveita da infelicidade alheia para fazer politica, tentar-se sobressair ! Será que esta avestruz tem a noção que não a altura para "moção de censura", é altura de todos unidos ajudar aqueles que de nós necessitam !? Deve ter uma casa...muito arrumadinha...faço ideia !
  • maria
    17 out, 2017 lx 16:01
    Escreva aqui o seu comentário... está fulana de certeza que recebeu algum por liberalizar os eucaliptos. lembram se que nas autárquicas foi a primeira a dizer quwe ia ter um resultado histórico quando ainda tinham iniciado as contagens. como é que ela sabia. só com projeções não acredito. só fez filhos quando esteve no governo.
  • povinho
    17 out, 2017 Lisboa 16:01
    Esta senhora julga que está e angola a falar para os musseques!!! vá chamar estúpidos ao raio que a parta!!! isto é direita??? Já não sei em quem votar se de um lado chove de outro lado faz chuva, cambada de pantomineiros TODOS venha o diabo e escolha.
  • Ana
    17 out, 2017 15:59
    Oi? Moção de censura? Deu uma amnésia à Sra .... ou tem memória de "Nemo". Que obra Vª Exª deixou enquanto esteve com Ministra da Agricultura?! --- Ahhh.... já sei, empestou Portugal de eucaliptos.
  • Frankie
    17 out, 2017 Viseu 15:53
    Espera... a ministra da agricultura de 2011 a 2015 vem pedir a demissão do governo por causa dos incêndios? Fechem a internet. A piada do ano está feita
  • Frankie
    17 out, 2017 Viseu 15:53
    Espera... a ministra da agricultura de 2011 a 2015 vem pedir a demissão do governo por causa dos incêndios? Fechem a internet. A piada do ano está feita
  • Luis Fernando Santos
    17 out, 2017 Monsanto 15:52
    Como Ministra nada fez para evitar incêndios nas florestas, até permitiu o cultivo de eucaliptos em locais onde era interdito. Como deputada não fez aprovar lei nenhuma que obrigasse a limpar os terrenos em volta das casas que estavam cheios de vegetação. e agora vem protestar?