A+ / A-

Sismo no México faz 230 mortos. 32 são crianças que estavam na escola

20 set, 2017 - 06:41

Terramoto de 7.1 na escala de Richter devastou três estados mexicanos e a própria Cidade do México, uma das mais populosas do mundo. Desabaram 44 edifícios no país.
A+ / A-

Ultrapassa as duas centenas o número de mortos no sismo que abalou o México na terça-feira. A actualização foi feita esta quarta-feira pelas autoridades do país, que tem estado a avançar vários balanços, o mais recente aponta para 230 e inclui 32 alunos de uma escola privada.

Logo ao início da manhã desta quarta-feira, o ministro mexicano da Administração Interna falava em, pelo menos, 224 vítimas mortais. Minutos depois, a Protecção Civil subiu o número para 226 e, pouco depois, para 248. O número foi depois revisto em baixa, estando agora nos 230.

Só na Cidade do México morreram 117 pessoas, avança Luis Felipe Puente, da Protecção Civil.

No estado de Morelos, a sul da capital e um dos mais afectados, estão contadas 55 vítimas mortais. Também a sul da Cidade do México, 32 crianças morreram numa escola, avançou o Presidente mexicano.

“Há uma escola privada, onde uma parte significativa do edifício desabou. Infelizmente, encontravam-se pequenas crianças no interior e morreram. Foram encontrados 22 corpos, dois deles de adultos, e há 30 crianças desaparecidas, tal como oito adultos. Só neste local, estão mais de 500 militares nas operações de busca e salvamento”, afirmou Enrique Peña Nieto. Outros dez corpos foram encontrados entretanto.

O terramoto, com uma magnitude 7.1 na escala de Richter e que acontece no dia em que se completavam 32 anos desde um outro poderoso sismo, afectou vários estados e a capital do país.

Dezenas de edifícios desabaram na capital, provocando fugas de gás nas ruas, onde prosseguem as operações de busca e salvamento. Há relatos de pessoas presas nos escombros.

O Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, já garantiu mobilização geral para apoiar a população.

“A prioridade neste momento é continuar o resgate de quem está sob os escombros e prestar auxílio aos feridos. Infelizmente, várias pessoas perderam a vida, incluindo crianças nas escolas, edifícios e habitações. Quero expressar as minhas condolências a todos os que perderam entes queridos. Neste momento, 40% da Cidade do México e 60% do estado de Morelos não têm electricidade. Reforçámos os piquetes da companhia de electricidade para tentar restabelecer o mais depressa possível”, anunciou.

O embaixador de Portugal no México diz não haver notícia de vítimas portuguesas. De Lisboa, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa, já enviaram mensagens de pesar ao Presidente mexicano.

[actualizado o número de vítimas às 00h35]


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.