|
A+ / A-

​Al Gore e Kasparov vão à Web Summit de Lisboa

27 jul, 2017 - 22:39

Organização da conferência de inovação e tecnologia anunciou 50 novos oradores, entre os quais está um dos fundadores da rede social Reddit.

A+ / A-

Al Gore, antigo vice-presidente dos Estados Unidos, Garry Kasparov, lendário jogador de xadrez, e Steve Huffman, o dirigente e co-fundador da rede social Reddit são os novos nomes anunciados para a 2.ª edição da Web Summit em Lisboa.

A organização da conferência de inovação e tecnologia anunciou, esta quinta-feira, 50 novos oradores, que se juntam assim à primeira lista que incluía nove portugueses, como o banqueiro António Horta Osório, responsável máximo do Lloyd Banking Group.

Os novos anúncios incluem Al Gore, Prémio Nobel da Paz, em 2007, o co-fundador do site Reddit, no qual se podem divulgar ligações de páginas da internet, e uma das estrelas da série televisiva Guerra dos Tronos, o ator irlandês Liam Cunningham (Davos Seaworth na ficção).

Também marcará presença o mais jovem campeão mundial de sempre na história do xadrez e que acumulou vitórias até 2005, o russo Kasparov.

A organização referiu ainda contar com participantes de 160 países, incluindo Austrália, Azerbaijão, Quiribati e Quénia, na próxima edição da Web Summit em Lisboa, que decorre de 6 a 9 de Novembro.

A Web Summit é uma conferência global de tecnologia que se realiza anualmente em Lisboa, esperando-se este ano mais de 60 mil participantes de 170 países, incluindo mais de 20 mil empresas, sete mil presidentes executivos e dois mil jornalistas.

Estima-se que a edição de 2016 da Web Summit tenha injectado 200 milhões de euros na economia nacional, sendo um quarto desse valor absorvido pela indústria hoteleira e 50 milhões pelos diversos fornecedores directamente ligados ao evento.

Segundo informação oficial disponibilizada, desde 2010, as 'startups' portuguesas que se apresentaram na Web Summit já angariaram mais de 78 milhões de euros. Segundo dados da Startup Europe Partnership, esse valor representa cerca de um terço do total de 273 milhões de euros angariados pelas empresas desde 2010.

Em 2016 registou-se uma captação de 21 milhões de euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.