A+ / A-

Papa pede a novos cardeais que não sejam como apóstolos que discutiam sobre poder

28 jun, 2017 - 15:25

Francisco elevou cinco homens ao cardinalato, esta quarta-feira, em Roma. Os novos cardeais são do Mali, Laos, El Salvador, Suécia e Espanha.
A+ / A-
Papa pede a novos cardeais que não se distraiam com o poder. "A realidade são os inocentes que sofrem"
Papa pede a novos cardeais que não se distraiam com o poder. "A realidade são os inocentes que sofrem"

O Papa Francisco pediu esta quarta-feira aos novos cardeais que evitem ser como os discípulos que discutiam entre si sobre quem era mais importante, em vez de seguirem o exemplo de Jesus.

No discurso que fez durante o consistório em que elevou aos cardinalato mais cinco homens, Francisco recordou uma passagem do Evangelho em que Cristo repreendeu os seus seguidores.

“Ao longo do caminho, os próprios discípulos estão distraídos por interesses não condizentes com a ‘direcção’ de Jesus, com a sua vontade que se identifica com a vontade do Pai. Por exemplo, como escutamos, os dois irmãos, Tiago e João, pensam como seria bom sentar-se à direita e à esquerda do rei de Israel. Não olham para a realidade! Pensam que vêem e não vêem, que sabem e não sabem, que entendem melhor do que os outros e não entendem”, disse Francisco.

“A realidade, porém, é muito diferente! É a realidade que Jesus tem presente e que guia os seus passos. A realidade é a cruz, é o pecado do mundo que veio tomar sobre Si e extirpar da terra dos homens e das mulheres. A realidade são os inocentes que sofrem e morrem por causa das guerras e do terrorismo; são as escravidões que não cessam de negar a dignidade, mesmo na era dos direitos humanos; a realidade é a dos campos de refugiados, que às vezes lembram mais um inferno do que um purgatório; a realidade é o descarte sistemático de tudo o que já não é útil, incluindo as pessoas.”

Francisco dirigiu-se então aos cardeais presentes no consistório para lhes pedir para seguirem o exemplo certo.

“Falo particularmente para vós, amados novos Cardeais. Jesus ‘segue à frente de vós’ e pede-vos que O sigais decididamente pelo seu caminho. Chama-vos a olhar para a realidade, não vos deixando distrair por outros interesses, por outras perspectivas. Não vos chamou para vos tornardes ‘príncipes’ na Igreja, para vos ‘sentardes à sua direita ou à sua esquerda’”.

“Chama-vos para servir como Ele e com Ele. Para servir ao Pai e aos irmãos. Chama-vos a enfrentar, com um procedimento igual ao d’Ele, o pecado do mundo e as suas consequências na humanidade actual. Seguindo-O a Ele, também vós ides à frente do povo santo de Deus, mantendo o olhar fixo na Cruz e na Ressurreição do Senhor”, concluiu Francisco.

Os cinco novos cardeais vêm de Espanha, da Suécia, de El Salvador, do Mali e do Laos e todos têm menos de 80 anos, pelo que poderão votar no caso de ser convocado um conclave.

No final da cerimónia os novos cardeais foram juntamente com Francisco visitar o Papa emérito Bento XVI.


legislativas 2019 promosite
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.