Tempo
|
O Mundo em Três Dimensões
Números que contam histórias de segunda a sexta-feira (05h40, 17h50 e 21h05).
A+ / A-
Arquivo
O Mundo em Três Dimensões - Desperdício alimentar - 16/05/2017
O Mundo em Três Dimensões - Desperdício alimentar - 16/05/2017

O Mundo em Três Dimensões

Portugal perde um milhão de toneladas de alimentos por ano

16 mai, 2017 • André Rodrigues , Paulo Teixeira (sonorização)


De acordo com a plataforma Zero Desperdício, 20% do lixo produzido em Portugal é comida. Se os alimentos que vão para o caixote do lixo em todo o mundo não fossem simplesmente desperdiçados, poderiam alimentar quase metade da população mundial.

A comida produzida todos os dias para cada pessoa equivale a 4.600 calorias. Só que, na verdade, o ideal é que se consumam, diariamente, não mais do que 2.000.

O que significa que mais de metade das calorias produzidas per capita são deitadas para o lixo. Comida desperdiçada. E 20% do nosso lixo é comida. Ou seja, 20% de lixo que poderia alimentar as 360.000 pessoas que se estima que passem fome em Portugal.

São números que espelham a sociedade de contrastes que somos, onde uns estão habituados a comer em abundância, tornam-se obesos e até desperdiçam aquilo que faz tanta falta aos que passam necessidades extremas. Os restaurantes portugueses desperdiçam pelo menos 50.000 refeições todos os dias.

200 litros de água a cada 24 horas. É quanto desperdiçamos na produção e confecção de alimentos que acabam no caixote do lixo.

Mais: um terço da comida produzida em todo o mundo acaba no lixo.

Seria o suficiente para alimentar 3.000 milhões de pessoas. E em todo o mundo somos actualmente 7.200 milhões. O que significa que toda a comida inutilizada pelas nações mais desenvolvidas poderia dar de comer a quase metade da população mundial. De acordo com as Nações Unidas, 108 milhões de pessoas passam fome nos quatro cantos do mundo. Ou seja, a comida desperdiçada em todo o mundo daria para alimentá-las. 28 vezes.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.