Tempo
|
A+ / A-

Caixa. Governo faz "malabarismo" e é "manhoso", acusa PSD

13 fev, 2017 - 15:23

"É mais um número de grande malabarismo e uma forma manhosa de gerir os processos legislativos e a causa pública", diz o vice-presidente da bancada parlamentar do PSD Hugo Soares.

A+ / A-

O vice-presidente da bancada parlamentar do PSD Hugo Soares acusou, esta segunda-feira, o Governo de "grande malabarismo" e de "manhosice" na demora da publicação do decreto que isenta os administradores da Caixa Geral de Depósitos do estatuto do gestor público.

"É mais um número de grande malabarismo e uma forma manhosa de gerir os processos legislativos e a causa pública", referiu Hugo Soares.

Em Braga, numa declaração aos jornalistas sobre o dossiê Caixa Geral de Depósitos (CGD), Hugo Soares disse que o Governo "protelou" a entrada em vigor do referido diploma, "à espera que os senhores deputados estivessem de férias" e assim "não pudessem actuar de forma condizente com o que era a sua leitura do diploma".

O PSD, acrescentou, aguardou pacientemente a publicação do diploma e assim que ele foi publicado requereu a sua apreciação no parlamento.

"Ainda que com toda a manhosice que o Governo usou, o PSD não deixou de chamar aquele diploma ao parlamento", sublinhou, recordando que PCP, BE e PS votaram contra quando o PSD quis revogar as alterações que o Governo tinha feito.

O comentador e ex-líder do PSD Marques Mendes acusou o Governo, no seu comentário semanal de domingo no Jornal da Noite da SIC, de ter manipulado a publicação do decreto-lei que criou excepções para os gestores da Caixa Geral de Depósitos.

Marques Mendes disse que o Governo atrasou a publicação para evitar alterações no parlamento.

Hoje, o primeiro-ministro rejeitou as acusações, dizendo que elas "não fazem o menor sentido".

"É um espírito criativo de ficção policial, mas não teve nada a ver com a realidade da vida política. Não é assim que os órgãos de soberania se relacionam uns com os outros", afirmou Costa, sublinhando que o decreto foi sujeito a apreciação parlamentar.

Nas suas declarações de hoje aos jornalistas, Hugo Soares disse que o decreto visava criar condições para o cumprimento do alegado acordo que o Governo teria firmado com António Domingues para este aceitar liderar a CGD.

"Foi preciso passar muito mais tempo e haver a pressão da opinião pública para que o Governo deixasse cair o acordo que fez com António Domingues, sem nunca o ter assumido", disse ainda.

Para Hugo Soares, o ministro das Finanças, Mário Centeno, "mentiu clara a despudoradamente" na comissão parlamentar de inquérito à recapitalização e gestão da CGD, quando negou a existência do acordo com António Domingues.

Segundo Hugo Soares, Mário Centeno incorre em "crime de falsas declarações".

Em sede de comissão parlamentar de inquérito, o PSD vai perguntar por escrito a António Domingues se acordou ou não, como pressuposto para a sua aceitação do cargo de presidente daquele banco, que os membros do conselho de administração ficariam isentos de entregar as declarações de rendimentos e de património.

O partido vai ainda perguntar a António Domingues se alguma vez teve alguma conversa sobre o tema com o primeiro-ministro.

"Queremos ver até onde vai a lata do ministro das Finanças", disse ainda Hugo Soares, referindo que não será o PSD a pedir a demissão do ministro das Finanças, mas que, se estivesse no lugar de Mário Centeno, já teria saído do Governo.

"Mas a responsabilidade de constituição do Governo é exclusiva do primeiro-ministro. Se ele entende que um ministro mentir declarada e despudoradamente aos portugueses não é condição para sair do Governo, então deve mantê-lo", sublinhou.

O Presidente da República afirmou acreditar que o ministro das Finanças defendia que os gestores da CGD tinham de entregar as declarações de rendimentos, até encontrar "alguma coisa assinada" por Mário Centeno que prove o contrário.

Segundo Hugo Soares, o PSD tem "uma visão completamente diferente" da de Marcelo Rebelo de Sousa: “Creio que todos os documentos que vieram a público e aquilo que é do conhecimento público são suficientes para perceber que este Governo trata tudo isto com grande leviandade”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Os PSDs
    14 fev, 2017 Lx 16:17
    A verem-se ao espelho! Manhosos maiores do que o farsola e o Monte Negroso não existem.
  • fanã
    13 fev, 2017 aveiro 19:08
    Pergunto eu ..... porque é que não imigram para de onde vieram a maior parte destes opositores , Angola e antigas colónias abrem-vos os braços ! a começar por o Coelho que muitos convidou a fazerem a viagem !
  • Maria
    13 fev, 2017 Porto 18:53
    Sobe a gasolina e o "gasoile" todas as semanas, até já subiu o pão!! imagine-se, mas como é "obra" deste desgoverno está bem feito, ninguém se queixa. Deixem lá que quando acordarem vai doer à séria!!
  • JAFO DIAS
    13 fev, 2017 LOURINHÃ 18:50
    Cotovelite, é que está a dar.
  • João Rodrigues
    13 fev, 2017 Queluz 18:45
    Como? Manhoso foi o governo que todos os dias nos mentia e nos mandava emigrar. Manhoso foi o governo que fez tudo ao contrário do prometido em campanha. Manhoso foi o governo do irrevogável, do tecnoforma, do vistosgold, do dotô Relvas, da Marilu SWAPs e do Vitinho brutal aumento de impostos! Oh meus isso sim foi manhoso!
  • Ricardina Guedes
    13 fev, 2017 Porto 18:35
    O PSD é um circo.
  • Ana Hurtado
    13 fev, 2017 Serpa 18:34
    Disseram isto ao lado do tipo que no Parlamento disse não saber que tinha que descontar para a Seguranca Social? O PPD não se manca? Défice de 2,3% do PIB, rendimentos repostos, isso é o que vos doi.
  • portugues
    13 fev, 2017 portugal 18:30
    O PSD está condenado a ficar uma decada na prateleira, porque tem e ainda bem pessoas que não sabem fazer nada nem politicamente sabem dizer seja aquilo que for. Todos os portugueses estão satisfeitos com o desenvolvimento do país, tanto económico como também a nivel social, isto é bom não andamos a robar os vencimentos aos trabalhadores deste país, até os membros da UE já deu a mão á palmatoria, porque sabe que este governo governa bem e sabe o que fazer. Pesso aos depotados do PSD, tenham vergonha por aquilo que andam a fazer e dizer sbre o governo.
  • Rui Costa
    13 fev, 2017 Sertã 18:30
    Quando o PSD se aperceber que os portugueses se estão marimbando para esta novela vão estar a bater nos 10%. Viva!
  • 13 fev, 2017 aldeia 18:29
    O psdêzinho.......sim,porque cada vez está mais pequenino,ainda iremos ver com quantos deputados ficarão na A.R. destruíram o partido popular democrático de Sá Carneiro.

Destaques V+