|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

A internet segura também se faz no telemóvel

07 fev, 2017 - 10:10

Neste Dia Europeu da Internet mais Segura, fique a conhecer algumas dicas para navegar de modo mais responsável no “smartphone”.

A+ / A-
Sofia Rasgado, coordenadora do Centro Internet Segura, entrevistada no Carla Rocha - Manhã RR (07/02/2017)
Sofia Rasgado, coordenadora do Centro Internet Segura, entrevistada no Carla Rocha - Manhã RR (07/02/2017)

Quando se fala em internet é o computador que vem logo à ideia, mas a verdade é que também navegamos nela no telemóvel, onde a vulnerabilidade não é menor.

A coordenadora do Centro Internet Segura, da Fundação Para a Ciência e Tecnologia, esteve no programa Carla Rocha – Manhã da Renascença para dar algumas dicas de segurança.

Ao usar um “smartphone” deve:

  • Proteger o telemóvel com uma password e activar o autobloqueio
  • Ligar o Bluetooth, o wifi ou o GPS só quando é necessário, porque é uma porta de entrada.
  • Nunca fazer downloads de aplicações fora dos mercados próprios dos sistemas operativos
  • Usar um antivírus e fazer análises regulares ao conteúdo. Sofia Rasgado sublinha que “nunca ninguém se lembra desta ideia de descarregar um antivírus para o telemóvel”

Um mundo sem fronteiras nem príncipes africanos

Esta terça-feira, assinala-se o Dia Europeu da Internet mais Segura. Apesar dos todos os avisos e de algumas campanhas, há ainda muitas pessoas – miúdos e graúdos – a fazer um mau uso da internet, expondo-se ao ponto de ficarem vulneráveis. Algumas acabam mesmo sendo vítimas de crimes, como burlas e bullying.

“A internet é um mundo e não há fronteiras”, lembra a coordenadora do Centro Internet Segura. “Cabe a cada um de nós ter uma acção proactiva, consciente e responsável para cumprir o seu papel e tornar a internet um lugar seguro e próprio”, apela.

Sofia Rasgado confirma ainda que não existem príncipes africanos que precisem da nossa ajuda para receber heranças de milhões, pelo que o melhor é apagar logo o e-mail com essa mensagem ou fazer uma denúncia na Polícia Judiciária.

Para sensibilizar as pessoas para os perigos da internet, o Centro Internet Segura da Fundação Para a Ciência e Tecnologia lançou, no ano passado, uma série televisiva chamada “Net com consciência”, que “de uma forma lúdica aponta para como navegar em segurança e utilizar os dispositivos móveis responsavelmente”.

A série foi também disponibilizada em língua gestual portuguesa e em áudio-descrição.

Mais recentemente, houve outra campanha, dirigida a crianças dos 3 aos 8 anos, com seis episódios de “Histórias do Lucas”, incluídas no espaço ZigZag, na RTP1 e RTP2.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Cesar Nunes
    07 fev, 2017 Aveiro 16:13
    http://empire.goodgamestudios.com?ic=55-11Z7P-PT