|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

INE. Bebe-se mais no campo, fumar é mais nas cidades

20 dez, 2016 - 20:26

Norte e Centro apresentam valores acima da média no que toca ao álcool. Fuma-se mais nos Açores, Algarve, Lisboa e no Alentejo.

A+ / A-

O consumo diário de álcool entre a população residente com mais de 15 anos é maior nas áreas rurais, enquanto o consumo de tabaco é superior nas zonas urbanas, revelou esta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com informação dos Anuários Estatísticos Regionais de 2015 publicados esta terça pelo INE e que integram dados do Inquérito Nacional de Saúde, efectuado em 2014 em todo o território nacional, um em cada quatro portugueses (2,1 milhões, 24,2% da população) referiu consumir diariamente bebidas alcoólicas.

As regiões Norte (30,3%) e Centro (24,8%) são as únicas que apresentam valores acima da média nacional, enquanto os Açores (13,6%) e Madeira (10,4%) são as regiões que apresentam valores mais baixos de consumo diário de bebidas alcoólicas na população com 15 ou mais anos.

Os homens residentes em áreas predominantemente rurais (45%) e áreas mediamente urbanas (41,7%) são os que mais bebem álcool diariamente, percentagem que nas áreas predominantemente urbanas cai para os 36%.

Já entre as mulheres, o consumo diário de álcool é maior nas áreas mediamente urbanas (14,1%) e nas áreas rurais (12,9%), não ultrapassando os 11% nas áreas urbanas.

O consumo diário de tabaco incidia, em 2014, sobre 16,8% (1,5 milhões) da população residente com 15 ou mais anos, sendo que os maiores fumadores diários são homens residentes em zonas predominantemente urbanas.

Em termos regionais, fuma-se mais nos Açores (23,3%), no Algarve (20,7%), na Área Metropolitana de Lisboa (18,7%) e no Alentejo (18,3%), regiões com valores acima da média nacional.

Norte (15,3%) e Centro (15%), as regiões com maior consumo diário de álcool, são, ao invés, aquelas onde os portugueses ali residentes menos fumam diariamente.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.