|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Web Summit fecha Estação de Arroios

07 nov, 2016 - 13:02

É a única estação de metro em Lisboa que não está preparada para receber composições com seis carruagens.

A+ / A-

Veja também:


A estação de Arroios do Metropolitano de Lisboa vai estar encerrada esta segunda-feira a partir das 21h00, devido à circulação de seis carruagens na linha verde.

"Os comboios na linha verde [liga o Cais do Sodré a Telheiras] circulam com seis carruagens", razão pela qual "a estação Arroios fica encerrada até ao final do horário de funcionamento do serviço [1h00]", anuncia uma nota publicada no site da empresa.

A estação de Arroios é a única em Lisboa que não está preparada para receber composições com seis carruagens, razão pela qual vai sofrer obras de requalificação, que se devem iniciar no Verão de 2017 e durar 16 a 18 meses.

“Deveria ter sido alargada há muitos anos e não foi”, defende o sindicalista José Silva Marques, do Sindicato dos Trabalhadores da Tração do Metropolitano, na Renascença.

Em alternativa, a empresa aconselha a utilização das estações da Alameda (que tem a linha verde e vermelha) e Anjos (linha verde).

O Metropolitano refere ainda que, entre as 21h00 e a 1h00, será reforçado o serviço Carris no percurso entre a Praça do Chile e Alameda, "com o prolongamento da carreira 797", que liga os Sapadores à Rua Morais Soares.

A circulação de seis carruagens de Metro durante a noite está inserida na realização da Web Summit em Lisboa, entre esta segunda e quinta-feira. A empresa decidiu reforçar o serviço no período da noite, bem como prolongar os horários das carreiras 736 (Cais do Sodré-Odivelas) e 728 (Portela-Restelo) da Carris.

A Web Summit traz a Lisboa mais de 50 mil participantes, de mais de 165 países, incluindo mais de 20 mil empresas, sete mil presidentes executivos e 700 investidores.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.