|
A+ / A-

​Web Summit. “Tenho todas as expectativas e não tenho nenhumas”

06 nov, 2017 - 22:38 • Cristina Nascimento

Milhares de pessoas assistiram à cerimónia de abertura no Altice Arena. A Renascença foi saber o que esperam do evento investidores, “startups” e estudantes.

A+ / A-

Estão abertas as portas do principal evento de tecnologia que até 9 de Novembro vai dominar a vida no Parque das Nações, em Lisboa. A Web Summit arrancou sob o olhar atento de milhares de pessoas vindas de todo o mundo.

É o caso de Donato Russo, estreante na Web Summit. Sentado na primeira fila, à espera que comece a cerimónia de abertura, este italiano fundador de uma "startup" na área da publicidade diz que vem “de mente aberta”.

“Tenho todas as expectativas e não tenho nenhuma”, diz, em entrevista à Renascença. A empresa chama-se “What Happens in VegAds”, está ainda a dar os primeiros passos mas quer dar uma reviravolta ao conceito de publicidade. “Todos ganham com publicidade, menos o consumidor final. A minha proposta é que o consumidor também possa lucrar com publicidade”, diz Donato Russo.

Na outra ponta da fila está uma estudante de origem brasileira. Kauanna Lopes, 24 anos, aluna de engenharia mecânica no Instituto Superior Técnico, ganhou um bilhete para poder ir todos os dias ao Altice Arena e à FIL. Aguarda por ouvir Paddy Cosgrove, fundador da Web Summit, mas sobretudo o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, dois dos oradores da cerimónia de abertura.

“Venho com expectativas elevadas, é um evento de que todos falam. Há várias palestras em que estou interessada, sobretudo na área dos direitos humanos”, diz de sorriso rasgado, visivelmente satisfeita por ali estar.

Num lugar mais reservado do Altice Arena está Pierre Guillermo. É francês e há dois anos decidiu mudar-se para Portugal. “É mais simples fazer negócios em Portugal do que em França”, diz Pierre, investidor privado.

Questionamos sobre se vem à Web Summit com orçamento pré-definido para investir. “Eu venho para sentir as boas vibrações das empresas ligadas à tecnologia. Tenho o suficiente para investir em vários projectos” é o máximo que revela.

A inovação imparável e os avisos de um génio a abrir a Web Summit
A inovação imparável e os avisos de um génio a abrir a Web Summit
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Helena
    07 nov, 2017 Braga 07:19
    Chamam-lhe websumit para poderia perfeitamente chamar-se palhacada... é apenas uma questão de Branding.