O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Seleccionador dos Estados Unidos demite-se

13 out, 2017 - 15:38

Bruce Arena não conseguiu apurar a equipa norte-americana para o Mundial 2018.
A+ / A-

Bruce Arena apresentou a demissão do cargo de seleccionador dos Estados Unidos da América, depois de não ter conseguido apurar a equipa para a fase final do Campeonato do Mundo.

O treinador, que voltou ao comando dos EUA em Novembro, substituindo Jurgen Klinsmann, não apresenta desculpas: "Não fizemos o nosso trabalho e eu aceito toda a responsabilidade". Arena sai, mas acredita que os Estados Unidos vão voltar aos grandes palcos, rapidamente.

Os EUA tinham a situação, aparentemente, controlada à entrada para a última jornada da última ronda de qualificação da CONCACAF, mas uma conjugação de resultados, a que se soma um golo fantasma no Panamá, levou ao desfecho que estava fora das previsões dos norte-americanos.

Os Estados Unidos perderam com Trinidad e Tobago, a selecção mais fraca do grupo, e foram penalizados pelas vitória do Panamá, diante da Costa Rica, e das Honduras com o México. Os panamianos conseguiram, pela primeira vez na história, o apuramento para um Mundial. Os hondurenhos vão disputar o "play-off" intercontinental, diante da Nova Zelândia.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.