|
A+ / A-

Papa aceita resignação de bispo de Viseu por motivos de saúde

20 set, 2017 - 11:55 • Liliana Carona

D. Ilídio Leandro disse ao Papa que gostaria de continuar a servir a diocese, na qualidade de pároco, enquanto puder.

A+ / A-

O Papa Francisco aceitou esta quarta-feira a resignação do bispo de Viseu, por motivos de saúde.

Após ter sido sido submetido a uma cirurgia à tiróide no final do mês de Julho D. Ilídio Leandro renovou o pedido de resignação que já tinha feito anteriormente.

Em declarações exclusivas à Renascença, D. Ilídio explica que o seu estado de saúde começou a agravar-se há sete anos quando sofreu um AVC, “que foi sendo progressivo nas consequências”.

“Dado o meu estado de saúde pedi a resignação há três anos. Não foi aceite na altura, mas agora renovei, porque sobretudo a nível de memória e de capacidades que são necessárias para conduzir a diocese, sinto-me com grandes dificuldades para levar a cabo a minha missão.”

O bispo espera vir a ser substituído até Junho de 2018, o mais tardar, mas gostaria que fosse mais cedo. “Por isso pedi a resignação, que agora foi aceite, e estou à espera que o processo da minha substituição vá até ao fim para, brevemente, assim espero, seja indicado o meu sucessor. É possível que seja até ao fim do ano pastoral, isto é, em Junho, O meu desejo é que fosse até ao final do ano civil, porque sinto que a diocese ganharia com a minha substituição mais breve.”

O pedido de resignação foi aceite mas o Bispo de Viseu garante que vai continuar a estar ligado de forma profunda a diocese. “Enquanto Deus quiser continuo, e continuo para ser uma ajuda. Por isso ao Papa disse que gostaria de continuar como pároco, deixando de ser o bispo da diocese. Quero continuar a servir a Igreja e a sociedade enquanto puder”.

Apesar de o bispo de Viseu garantir que já recebeu o consentimento de Roma, esta quarta-feira o boletim diário da Santa Sé não inclui qualquer referência à sua resignação.

D. Ilídio Leandro tem 66 anos e foi ordenado Bispo a 23 de Julho de 2006, dia em que tomou posse da Diocese de Viseu. A idade normal para resignação de um bispo é 75 anos, mas abrem-se excepções por motivos de saúde ou outros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Rodrigues-Lopes
    27 set, 2017 Viseu 23:14
    Foi com surpresa que li a informação sobre o pedido de resignação do D. Ilídio; foi também com grande tristeza que tomei conhecimento do seu estado de saúde, tanto mais que foi há pouco tempo que o vi em celebração e não vislumbrei que estivesse debilitado, como agora percebo, na sequência dos cuidados clínicos a que se tem submetido. Peço a Deus que dê ao D. Ilídio a saúde necessária, durante muitos anos, para poder continuar a servir a Diocese de Viseu, como é seu desejo, de acordo com o seu espírito de missão que tanto nos tem devotado. Como católico, continuarei a rezar por Sua Excelência Reverendíssima, D. Ilídio, como sempre o fiz, no momento próprio da Eucaristia, e o mesmo farei quando for substituído.
  • António Guerra
    21 set, 2017 Viseu 14:21
    Lamento profundamente o seu estado de saúde. Trabalho bastante profícuo que deu a diocese. As melhoras e que Deus esteja com ele, para continuar a ser útil,embora noutra missão, a Igreja. As melhores bênçãos de Deus. Um abraço amigo,A Guerra
  • Celestino Baptista
    21 set, 2017 Tondela 09:39
    Muito triste! Embora já sabendo que D. Ilídio estava doente, nunca pensei que resignasse. Homem bom, humilde, simples, amigo, aberto, dialogante, bom pastor, presença assídua sempre que necessario. Faz muita falta à Diocese. Que o Senhor lhe ďê saúde, para continuar junto do seu povo, que muito o admira. O meu abraço fraterno. CELESTINO.
  • Maria
    20 set, 2017 G 22:43
    Tendo em conta as dificuldades que menciona. Deveria se assim o quiser ficar a fazer voluntariado na igreja
  • Charles Soeiro
    20 set, 2017 Canas de Senhorim 22:14
    D. ilidio. Esperamos boa recuperacão. Um forte abraço de Canas de Senhorim. Charles Soeiro
  • João Marques
    20 set, 2017 Rio de Mel 15:42
    Que Nossa Senhora dos Milagres lhe dê o que mais falta lhe faz como servidor De Deus.Votos de boa recuperação.
  • Júlio Correia
    20 set, 2017 Viseu 12:28
    BOM HOMEM !!!