O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Governo quer “pequenos Alquevas"

16 set, 2017 - 16:56

Executivo tem em fase de conclusão de financiamento junto do Banco Europeu de Investimento um programa para aumentar em "90 mil hectares" a área de regadio em Portugal.
A+ / A-

O Governo tem em preparação um Programa Nacional para alargar a área de regadio construindo "pequenos Alquevas" por todo o país, anunciou o secretário-geral do PS, António Costa.

O líder socialista anunciou que o Governo tem em fase de conclusão de financiamento junto do Banco Europeu de Investimento (BEI) um programa para aumentar em "90 mil hectares" a área de regadio em Portugal.

O propósito, segundo disse, "é fazer pelo país "pequenos Alquevas" e ajudar a agricultura a criar mais riqueza e que ajude ao desenvolvimento do mundo rural".

António Costa falava num comício, em Macedo de Cavaleiros, no distrito de Bragança, para as autárquicas num concelho liderado pelo PSD e onde o PS aposta no médico Benjamim Rodrigues na corrida autárquica.

Costa apontou a sua experiência autárquicas para afirmar que acredita que "as freguesias e os municípios podem fazer a diferença " e afirmou que uma das reformas que o Governo socialista que lidera quer fazer é a descentralização, " dar mais competências e mais meios" ao poder local.

Para o líder socialista, "a função dos autarcas já não é só assegurar as infra-estruturas básicas".

"É, sobretudo, poderem ser os motores do desenvolvimento económico e de criação de emprego nos seus concelhos".

O secretário-geral do PS está hoje em acções de pré-campanha para as autárquicas no distrito de Bragança, com passagem pelos concelhos de Bragança, Macedo de Cavaleiros e Mirandela.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • J Carvalho
    16 set, 2017 Penamacor 18:26
    ISTO É UM PROJECTO QUE DEVERIA SER DE TODOS E NÃO DE ALGUNS. SÓ PECA POR TARDIO. PELO MENOS HÁ JÁ 20 ANOS DEVERIA ESTAR CONCLUÍDO.
  • Mark Paulo
    16 set, 2017 Coimbra 18:09
    Com problemas de seca graves com os quais temos nos deparado e com os problemas que no futuro certamente daí advêm .. Andamos a fazer maus investimentos com nossos recursos hídricos e este é apenas só mais um.... Lamentável
  • Francisco Torres
    16 set, 2017 Viana do Castelo 17:34
    Agora, e com 30 anos de atrasos se vai implementar uma rede de regadios, para desenvolvimento do interior do país e aumento das rendas do sector primário. Esta medida levará, para além do desenvolvimento do sector primário, ao desenvolvimento da industria alimentar. Muito bem António Costa, só por isso merece todo o respeito.