O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

​Diocese de Vila Real assinala bodas de ouro sacerdotais de D. Amândio Tomás

13 ago, 2017 - 14:59 • Olímpia Mairos

Celebração inclui missa na Sé, jantar de confraternização nos espaços do Seminário de Vila Real e um concerto de órgão.
A+ / A-

A diocese de Vila Real vai assinalar esta terça-feira, 15 de Agosto, o 50º aniversário da ordenação sacerdotal do seu bispo, D. Amândio Tomás, com uma eucaristia às 18h00, na Sé local.

A preceder o dia festivo terá lugar uma vigília de oração em várias paróquias da diocese, assim como na Sé de Vila Real.

Do programa faz ainda parte um concerto de órgão intitulado Luzes do Norte, pelo organista dinamarquês Jakob Lorentzen, no dia 18, às 21h30, na Sé de Vila Real.

Segundo a organização, o momento é “uma oportunidade para agradecer o dom da vida e da vocação sacerdotal e dar graças a Deus pelo pastor confiado à diocese”.

D. Amândio Tomás foi ordenado sacerdote em 15 de Agosto de 1967, tendo desempenhado durante largos anos o cargo de reitor do Colégio Português, em Roma.

A 5 de Outubro de 2001, foi nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Évora, pelo Papa João Paulo II, tendo sido ordenado a 6 de Janeiro pelo mesmo Papa, na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

A 8 de Janeiro de 2008 foi nomeado bispo coadjutor de Vila Real, com direito de sucessão, pelo Papa Bento XVI, nela entrando solenemente em 10 de Fevereiro.

Sucedeu a D. Joaquim Gonçalves no cargo de bispo da diocese a 17 de Maio de 2011, após resignação por limite de idade.

D. Amândio Tomás nasceu em Cimo de Vila da Castanheira, Chaves, a 23 de Abril de 1943. É o mais velho de uma família de cinco irmãos.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.