O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Santuário lança aplicação que ajuda peregrinos cegos a conhecer Fátima

12 ago, 2017 - 16:51

A aplicação móvel chama-se "Santuário de Fátima MyEyes”.
A+ / A-

O Santuário de Fátima anunciou o lançamento de uma aplicação que vai ajudar peregrinos cegos a percorrerem o espaço de forma mais autónoma, prestando informações práticas bem como descrições e notas históricas do local.

A aplicação móvel "Santuário de Fátima MyEyes", que pode ser usada através de um 'smartphone', vai permitir aos cegos receber descrições dos locais ou notas históricas quando entram em zonas mapeadas pelo projecto, para além de ter acesso a indicações práticas, como é o caso da localização das casas de banho, informou o Santuário, em nota enviada à agência Lusa.

O projecto conta ainda com o mapeamento do itinerário jubilar do peregrino, que o cego "poderá percorrer de forma praticamente autónoma, assim como a via-sacra no Caminho dos Pastorinhos", referiu.

A aplicação, sublinhou o Santuário, tem como principal objectivo ajudar os peregrinos cegos "a fazerem a experiência do espaço" com "grande autonomia".

O Santuário de Fátima também anunciou o lançamento de uma aplicação para todos os peregrinos, disponível nas sete línguas oficialmente usadas no espaço, e que procura garantir que cada pessoa possa "mais facilmente conhecer e experienciar este lugar".

A aplicação móvel, que é gratuita, contém informação sobre os espaços que se podem conhecer no Santuário, promove a difusão de orações "tipicamente fatimistas" e ainda disponibiliza os horários em vigor dos diferentes serviços do espaço e informações sobre eventos em agenda.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.