O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

​Papa escreve carta a agradecer acolhimento em Fátima

13 jun, 2017 - 13:18

Francisco renovou o pedido para que todos rezem por ele.
A+ / A-

No encerramento da peregrinação, o bispo da diocese de Leiria-Fátima. D. António Marto, leu parte da carta que o Papa Francisco lhe dirigiu agradecendo a forma como foi acolhido em Fátima, há um mês, quando visitou Portugal por ocasião da Canonização dos Pastorinhos Francisco e Jacinta e o Centenário das Aparições.

“Fátima oferece a todos um coração grande de mãe e convida o coração de cada um, filho ou filha que seja, a parecer-se um pouco mais com o dela, como os corações assim parecidos, por exemplo, de S. Francisco Marto e Jacinta Marto. Muita alegria me deu o facto de poder propô-los à veneração da Igreja inteira”, escreveu Francisco.

“Ao mesmo tempo que encorajo essa amada diocese a prosseguir o anúncio e serviço dos desígnios de misericórdia que a Santíssima Trindade nutre pela humanidade inteira, invoco, pela intercessão da Virgem Maria, e dos santos pastorinhos, a abundância dos dons e consolações do céu sobre o pastor e todos aqueles que lhe estão confiados”, escreveu também.

D. António revelou ainda que o Papa renovou o pedido de não se esquecerem de rezar por ele e concedeu a Bênção Apostólica.

No fim de ler estes excertos da carta de Francisco, D. António Marto endereçou “o nosso agradecimento e a nossa saudação”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.