O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Fenprof admite cancelar greve dos professores

12 jun, 2017 - 18:46

Federação Nacional de Professores espera que "sinal de disponibilidade" do primeiro-ministro para negociar seja concretizado.
A+ / A-

O secretário-geral da Fenprof, Mário Nogueira, manifesta abertura para negociar a retirada do pré-aviso de greve se a afirmação do primeiro-ministro no debate parlamentar da semana passada "foi um sinal de disponibilidade".

Aludindo às declarações de António Costa, em que o primeiro-ministro manifestou esperança de que a greve dos professores agendada para o dia 21 não se realize, o sindicalista garantiu que desde 6 de Junho "não estão a decorrer reuniões com o ministério da Educação, nem estão previstas formal ou informalmente".

Mário Nogueira falava no âmbito da recolha de assinaturas promovida pela Associação de Formadores e Monitores Surdos de Língua Gestual (AFOMOS) com a colaboração da Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e que decorrerá até 14 de Junho em várias cidades.

“Queremos dizer que se a afirmação do senhor primeiro-ministro foi um sinal de disponibilidade para negociar e isso possa levar a uma plataforma mínima de consenso, nós estamos disponíveis para o fazer", frisou.

Sem mencionar as críticas de que tem sido alvo pela data escolhida para a paralisação, o dirigente da Fenprof explicou que 21 de Junho "era, dentro dos prazos legais, a primeira data possível para marcar a greve".

"Se não houvesse um feriado esta semana no dia 15 poderia ter sido marcada para o dia 20, data em que não há exames, pelo que depois só daria nos dias 21, 22 e 23, em que há exames mas em que depois acabam as aulas", recordou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Alberto
    13 jun, 2017 FUNCHAL 14:52
    Interessante que, ao lado, também se anuncia que, na Rússia, um opositor de Putin foi preso por organizar Manifestações!! Que dirá o Sr. Arménio?
  • Petervlg
    13 jun, 2017 Trofa 09:31
    Tudo show off , quem anda atento sabia que esta greve era para desmarcar, alguma novidade Será que as pessoas não conhecem Mário Nogueira. A FENPROF só quer é o dinheiro dos seus associados, façam as contas é mesmo muito dinheiro
  • Manuel
    12 jun, 2017 Lisboa 19:36
    Este gajo nao passa de um reles comunista. Agora ja esta disposto a dialogar.
  • SAPOS E SAPOS DO PCP
    12 jun, 2017 lx 19:22
    Lá vai o PCP e a sua tropa de choque ter que engolir mais um elefante....Devem estar enfastiados estes comunistas vendidos ao grande capital e à teta do xuxalismo...força kamarada Vasco que a Fenprof já nem medo mete...pobres coitados sempre ao serviço do grande capital...