O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

Mediterrâneo. Mais de dois mil migrantes salvos

20 mai, 2017 - 16:40

As operações de salvamento decorreram entre sexta e sábado.
A+ / A-

A guarda costeira italiana confirma que mais 2121 migrantes foram salvos no Mediterrâneo só entre sexta e sábado. Pelo menos uma pessoa morreu.

Nas operações de socorro, coordenadas por Itália, participaram duas organizações não governamentais e um navio espanhol da missão europeia no Mediterrâneo.

Não foram divulgados pormenores sobre nacionalidades ou idades dos migrantes.

Mais de 45 mil pessoas chegaram a Itália vindas do Norte de África só este ano, o que representa um aumento de 40%, comparando com o mesmo período do ano passado.

Segundo dados da Organização Internacional das Migrações, 1222 migrantes morreram durante as viagens.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Indignada
    20 mai, 2017 Fig. Foz 19:59
    Não entendo..., eles não queriam ser independentes? Então porque vêm viver como servos (e/ou de borla) para junto dos antigos colonizadores de quem se quiseram afastar? Porque o socialismo foi um fracasso?