O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
A+ / A-

​ASAE fecha restaurante Canela em Lisboa

13 abr, 2017 - 18:51 • João Carlos Malta

Falta de higiene do restaurante foi exposta no programa “Pesadelo na Cozinha”, da TVI, transmitido no último domingo. Espaço está fechado até ter condições para funcionar.
A+ / A-

O restaurante Canela, em Campolide, Lisboa, está encerrado temporariamente na sequência de uma fiscalização da ASAE, esta quarta-feira. O restaurante foi estrela do programa “Pesadelo na Cozinha”, emitido pela TVI, e impressionou pela falta de higiene.

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica confirmou à Renascença o encerramento provisório e informou que apenas quando estiverem resolvidas as falhas encontradas é que o espaço poderá de novo abrir. O espaço “não tinha condições para continuar a funcionar”, disse fonte oficial da ASAE.

A ASAE realizou 56 operações em Lisboa na última semana, levantando um processo-crime e 32 contra-ordenações. Oito espaços viram a actividade suspensa, entre os quais o Canela.

À porta do restaurante pode-se ler num papel: “Aviso: Por motivo de imprevisto, contra a nossa vontade estamos encerrados para alterações no estabelecimento. Obrigado pela vossa compreensão”.

As baratas, a gordura, as aranhas

O “Pesadelo na Cozinha” dedicado ao Canela revelou um espaço com falta de higiene e em que as baratas andavam pelas prateleiras e balcões. Uma das imagens mais marcantes foi a de uma bacia metálica suja onde o proprietário, Manuel Canela, marinava as carnes que colocava na grelha para cozinhar. Nessa bacia caíam restos de gordura dos canos do esgoto do lava-loiça e boiavam algumas baratas e aranhas.

Manuel Canela confirma que o espaço está fechado. Questionado pela Renascença se tinha sido alvo de uma inspecção da ASAE, Canela respondeu que “não”. “Estamos fechados para obras”, avançou.

No programa da TVI, gravado em 2016, o restaurante foi alvo de uma remodelação, limpeza e desinfestação. Manuel Canela diz que alterações feitas durante o programa não foram suficientes e que agora será ele mesmo a fazer as “obras que são precisas”.

Sobre a reabertura do espaço, o empresário disse primeiro que o restaurante reabriria depois da Páscoa, mas, convidado a precisar a data, afirmou que o regresso pode demorar um mês. “Pode ser mais”, referiu depois.

Já depois de Manuel Canela negar a visita da ASAE e que o encerramento se deveu à acção daquela autoridade, a Renascença confirmou-o junto a fonte oficial daquela entidade.

“Confirmo que estivemos lá ontem [quarta-feira] e avançámos para a suspensão provisória até serem repostas as condições necessárias à actividade”, afirmou a fonte oficial da ASAE. “Quando o proprietário tiver resolvido as questões que apontámos será feita uma reinspecção.”

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Maria
    24 abr, 2017 Perafita 10:02
    Haviam de vir aqui perto a um restaurante aonde vale tudo ratos falta de higiene gatos a passear por cima das mesas, é uma alegria.
  • vasco
    18 abr, 2017 braga 18:13
    Concordo plenamente com a actividade desta polícia nestes casos, mas podiam sim, investigar as Empresas que se dizem Administradores de condomínios, porque estas supostas Administrações de condominios deviam chamar-lhes, LADRÕES DE CONDOMÍNIOS, porque até os SERVIÇOS DE FINANÇAS DE BRAGA não ligam patavina, já que estas Empresas roubam o Estado Português em muitas CENTENAS DE MILHAR DE EUROS POR ANO, e não só, porque as principais vítimas são os condóminos que não têm possibilidades para contratar um ADVOGADO e de seguida processarem estas Empresas pelo roubo descarado sem pudor, pudor, porque se sentem de costas quentes,eu sei e posso prová-lo, mas não tenho dinheiro para processar esses bandidos., pesso desculpa pela linguagem.
  • dona chica
    18 abr, 2017 lisboa 13:24
    Este gajo devia simplesmente ser proibido de trabalhar em restauração ou andar com uma chapeu que dissesse SOU O CANELAS DAS BARATAS
  • Zé Comilão
    17 abr, 2017 Moimenta da Beira 16:17
    Olha, Olha, estes mamões da ASAE são ainda mais comilões do que cá o rapaz...
  • Manel
    17 abr, 2017 Porto 11:35
    asae, asai, azai... este país precisa mesmo de uma limpeza...
  • Ju
    17 abr, 2017 Guimaeaes 06:15
    Foi pena asae nao ver iaso mais tempo so vao esse reataurante gente do estilo do restaurante.. Ja sevia twe fechado mas asae em lisboa nao fecha muitos restaurantes oorque senao ficavam alfacinhas sem restaurantes. Comiam alface em casa.
  • Fernando Vicente
    16 abr, 2017 Pendilhe-Vila Nova de Paiva 09:28
    Existem tantos Canelas por este país fora, com tanta falta de higiene e sem condições para estar aberto.
  • Ricardo
    15 abr, 2017 Lisboa 17:33
    Ainda há tempos vi baratas a passear no restaurante "Alentejo" no Alegro de alfragide E nao foi nos balções la dentro.... foi nos balcoes onde as refeições estao expostas...
  • Carlos Tomé
    15 abr, 2017 Mem Martins 13:57
    Onde andava a ASEA antes deste programa ? por qual a razão que se acabou com o boletim de sanidade, hoje, qualquer besunta monta um restaurante sem que haja qualquer tipo de fiscalização, quando existiam as actividades económicas não era assim. Será que foi necessário este programa para que a ASAE fiscalize ? se assim é não tem razão de existir.
  • Poty Telles Sá Pereira
    15 abr, 2017 Póvoa de santa iria 10:48
    Esta fiscalização deveriam ser mais frequentes e não por intermédio da TVI