O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-
Luciano Gonçalves

Presidente da APAF admite que "ambiente está mais calmo" mas não o "suficiente"

20 mar, 2017 - 21:34

Declarações de Luciano Gonçalves à entrada para a Gala Quinas de Ouro, no Estoril. Líder da associação de classe dos juízes espera nomeação adequada do Conselho de Arbitragem para o clássico FC Porto-Benfica.
A+ / A-

O presidente da Associação Portuguesa de Àrbitros de Futebol (APAF) admite que o "ambiente" em torno da arbitragem "está um pouco mais calmo" mas que ainda não está "o suficiente", até por força do clima de crispação que se continua a viver no país, sobretudo no que diz respeito à Primeira Liga e à intensa corrida pelo título de campeão nacional.

"Infelizmente o nosso futebol já nos tem habituado a isso. Quando estamos na fase final só se fala 35 horas por semana em arbitragem, portanto temo que, chegando à parte final, se passe para as 40 horas a falar de arbitragem. Certamente que não é isso que vai melhorar o nosso futebol e a arbitragem em concreto", afirmou Luciano Gonçalves, esta segunda-feira, à entrada para a Gala Quinas de Ouro, organizada pela Federação Portuguesa de Futebol e que decorre no Centro de Congressos do Estoril.

Recordando que ainda no último fim-de-semana voltaram a registar-se agressões a juízes, o líder da associação de classe deixou um apelo.

"Como já disse várias vezes, tudo é que feito de bom e de mau em cima transmite por aí abaixo. É normal que todo o péssimo ambiente que existe em cima tenha reflexo cá em baixo pela negativa quando se trata de situações negativas", prosseguiu.

Luciano Gonçalves confia numa boa nomeação para o Benfica-FC Porto

O clássico entre águias e dragões, a 1 de Abril, promete ser importante para a definição do campeão nacional 2016/17 e será esquentado. Luciano Gonçalves demonstra confiança total na capacidade do Conselho de Arbitragem em designar o juiz adequado para o encontro da Luz.

"Espero que seja mais um grande jogo de futebol disputado por três grandes equipas e é isso que qualquer adepto que goste de futebol espera. O Conselho de Arbitragem, melhor do que ninguém, saberá qual o árbitro que possa desempenhar esse papel na perfeição", completou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.