O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Igreja acredita que presença do Papa em Fátima pode ajudar a parar “debandada” dos jovens

14 fev, 2017 - 16:12

Conselho permanente da Conferência Episcopal Portuguesa esteve reunido esta terça-feira.
A+ / A-

Os bispos portugueses acreditam que a presença do Papa Francisco em Fátima, em Maio, "pode contribuir" para estancar a "debandada da juventude" da Igreja portuguesa, constatada por Francisco em 2015.

O porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), padre Manuel Barbosa, disse esta terça-feira, após reunião do conselho permanente da CEP, que a visita de Francisco a Fátima "pode contribuir" para parar o abandono dos jovens portugueses da Igreja, considerando que a reflexão sobre a catequese em Portugal também pode ajudar nesse mesmo sentido.

Em 2015, o Papa Francisco, no âmbito da visita "ad limina", que levou 37 bispos portugueses ao Vaticano, elogiou a Igreja portuguesa, mas alertou para a "debandada" da juventude.

Durante os próximos tempos, a CEP vai analisar um documento sobre a catequese, depois de ter passado por um processo de reflexão por "todas as dioceses" durante cerca de um ano, e que teve o "parecer de jovens", avançou Manuel Barbosa.

"Esperemos que esse processo continue" para que "não haja uma debandada tão grande como isso", sublinhou, referindo que no documento que está a ser analisado é dito que se pretende uma catequese "mais de experiência e que não seja tão escolar como se via e se vê numa situação ou noutra".

De acordo com o porta-voz da CEP, "não se pode dizer que vai mudar tudo". O conteúdo "permanece", mas a forma de comunicar e "as linguagens precisam de mudança".

"É preciso ter sempre a atenção para que a mensagem seja dizível, que vá ao encontro das pessoas", realçou Manuel Barbosa, considerando que a atracção de jovens para a prática religiosa não é uma questão "quantitativa", mas sim "qualitativa".

No conselho permanente da CEP que decorreu na manhã desta terça-feira, foi também abordado o sínodo dos bispos de 2018, cujo documento preparatório já saiu e que será "sobre os jovens", referiu.

Manuel Barbosa informou ainda que a assembleia plenária para a eleição do presidente e dos membros da CEP vai decorrer de 24 a 27 de Abril.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • jose guedes
    14 fev, 2017 abrantes 17:51
    A Debandada acontece porque a igreja colocou-se no lugar do clero que levou JESUS a Pôncio Pilatos. A igreja não ensina que Tudo reside na pessoa e não fora dela. Todos somos carne e ossos, e como tal morremos e somos sepultados. Mas a Alma é sopro Divino é Eterna Imortal. AQUELE que Criou este Universo que sopra a VIDA é Imortal só ELE Existe é Eterno ELE nos dá a VIDA que nós desperdiçamos, a ELE ofendemos.