O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Comandante da LaMia foi avisado de que tinha combustível insuficiente

01 dez, 2016 - 18:54

A companhia aérea já viu as suas licenças revogadas, depois de um acidente que matou mais de 70 pessoas, entre as quais grande parte da equipa principal da Chapecoense.
A+ / A-

O avião que se despenhou na Colômbia na manhã de terça-feira, matando 71 pessoas, incluindo grande parte da equipa de futebol da Chapecoense, não tinha a quantidade regulamentar de combustível para efectuar o voo e o comandante foi alertado disso mesmo, revela esta quinta-feira a imprensa brasileira.

Numa notícia publicada no seu site, a rede Globo refere que uma funcionária da Administração de Aeroportos e Serviços Auxiliares de Navegação Aérea da Bolívia (Aasana) avisou a tripulação do avião da LaMia que a quantidade de combustível que carregava apenas daria para chegar ao aeroporto de destino caso não houvesse emergência. Celia Casgtedo Monasterio recomendou a LaMia a fazer um plano alternativo, o que não sucedeu.

A funcionária só contou a sua versão dos acontecimentos às autoridades depois do acidente, na terça-feira e foi entretanto suspensa das suas funções, segundo a Globo.

A companhia aérea LaMia foi entretanto suspensa de actividade pela autoridade boliviana.

A gravação da conversa entre o comandante do avião e a torre de controlo foi revelada esta quinta-feira. Nela ouve-se o comandante a avisar que o avião se encontra em falha eléctrica total e sem combustível. A última coisa que se ouve é um pedido de autorização urgente para aterrar.

O que sabemos sobre a queda do avião onde seguia a Chapecoense
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Dr Xico
    05 dez, 2016 Lisboa 14:38
    ASSASSINO .... Companhia de aviação Lamia sem licença para voar para sempre. Ou a Colômbia é conivente com isto tudo
  • pipa
    02 dez, 2016 lisboa 11:44
    que estupides e deixam sair o aviao sao malucos so pode anda tudo maluco é de mais
  • MARCO NORA
    01 dez, 2016 Vila Nova de Gaia 20:05
    Criminosos. Se for verdade têem que ser julgados