O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

Carristur em greve no Natal e Ano Novo

30 nov, 2016 - 20:13

Trabalhadores da empresa de circuitos turísticos de Lisboa em protesto pela reposição de salários.
A+ / A-

Os trabalhadores da operadora Carristur agendaram esta quarta-feira greves para o Natal e Ano Novo. Pedem ao Governo a reposição das verbas retiradas dos seus salários desde Fevereiro, revela a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

A Fectrans indica, em comunicado, que os trabalhadores da empresa de circuitos turísticos, reunidos na terça-feira em plenário, "decidiram realizar um conjunto de greves na empresa por períodos de 24 horas nos dias 23, 24, 25 de Dezembro e 1 de Janeiro".

Os funcionários decidiram ainda realizar greve "de duas horas por turno no período compreendido entre os dias 25 e 30 do próximo mês", acrescentou o sindicato.

Os trabalhadores protestam "contra a redução de salários implementada a partir de Fevereiro passado, quando foi suspenso o CCTV [Contrato Colectivo de Trabalho] do sector privado de passageiros que as sucessivas administrações sempre disseram que se aplicava na empresa, mas, pelos vistos, isso só foi válido enquanto não implicava a obrigação de aumentar salários", explicou a Fectrans.

Pelos mesmos motivos, os motoristas da empresa realizaram um conjunto de greves parciais na Grande Lisboa em Março e em Abril deste ano.

Uma outra greve foi cumprida a 22 de Julho, com a realização de uma marcha até à residência oficial do primeiro-ministro.

A Carristur é uma operadora de circuitos turísticos em autocarros panorâmicos, tem cerca de 130 motoristas e exerce a actividade em Lisboa, Porto, Funchal, Coimbra, Braga e Guimarães.

Além dos autocarros turísticos panorâmicos, a Carristur tem um serviço de transporte do aeroporto de Lisboa para o Cais do Sodré, os elevadores turísticos e faz também serviços na placa do aeroporto, nomeadamente o transporte dos passageiros no aeroporto e o serviço de ligação entre o terminal 1 e o terminal 2.

A Lusa tentou contactar a administração da Carristur, o que não foi ainda possível.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.