O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-

​PSP identifica condutor que atropelou ciclista no Seixal

19 out, 2016 - 17:29

Vídeo que circula nas redes sociais indicia que atropelamento foi propositado.
A+ / A-

O vídeo contém imagens chocantes

A PSP de Setúbal anunciou esta quarta-feira que apreendeu a viatura e identificou o responsável pelo atropelamento de um ciclista no Seixal.

O atropelamento foi registado em vídeo e colocado nas redes sociais depois de o automobilista não ter prestado assistência ao ferido. Nas imagens o atropelamento parece ser intencional.

O acidente ocorreu às 16h15 de terça-feira, na zona do Fogueteiro/Seixal, e, “apesar de a vítima, até ao momento, não ter exercido o seu direito de denúncia, de imediato foram encetados esforços no sentido de apurar todos os factos relativos ao sucedido, assim como localizar a viatura e o condutor da mesma", refere a PSP em comunicado.

O caso foi conhecido por ter sido efectuado um vídeo em que se vê uma viatura ligeira, de cor vermelha, a seguir para a berma da estrada e depois a atropelar um ciclista, colocando-se de seguida em fuga.

"Para o local foram accionados os meios de socorro, tendo a vitima prescindido de assistência médica", acrescenta a PSP.

A polícia adianta que, depois de efectuar diligências, foi possível localizar e recuperar a viatura e identificar o condutor.

"A viatura encontra-se à guarda da PSP, sendo que o processo prosseguirá sob os habituais procedimentos legais", informa a PSP.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Luis
    20 out, 2016 Lisboa 08:17
    A atitude do condutor do carro foi duplamente criminosa pelo que tem que ser devidamente responsabiliizado. Mas também há que considerar a atitude muito pouco responsável como uma grande parte dos ciclistas circulam. Uma grande parte esquece-se ou ignora que conduz um veículo pelo que está obrigado a cumprir o códiigo como todos aqueles que circulam nos outros tipos de veículos. O pior de tudo é que é a própria policia a primeira a esquecer-se ou a ignorar tal facto. Já alguém viu um policia a proceder a uma contra ordenação a um ciclista por este ter passado com o sinal vermelho, por circular em sentido contrario, por mudar de via de qualquer maneira, por circular nos passeios, etc.etc.etc.. Em Portugal a ultima grande febre é a da bicicleta. No Norte da Europa onde o clima é agreste anda-se de bicicleta há dezenas de anos, novos e velhos, homens, mulheres e crianças. Todos cumprindo o código e quase todos em bicicletas de estrada/passeio. Aqui a febre é com as Bikes daí o comportamento muito pouco civico de uma grande parte dos ciclistas que fazem na maior parte das ruas por onde circulam ciclocross. Mais uma das muitas originalidades lusas.
  • FRANCISCO PEREIRA
    19 out, 2016 VILAR DE ANDORINHO 20:04
    A atitude é altamente reprovável. Mas e á parte da situação em si. Quem se lembrou de anular as matrículas dos ciclistas também deveria ser punido. Já vi comentários de pessoas a dizer que, se um ciclista lhe riscar o carro, atropela-o para, assim, conseguir saber de quem se trata.