O site da Renascença usa cookies. Ao prosseguir, concorda com o seu uso. Leia mais aqui.
|
A+ / A-
revista de imprensa

Portugal preso pelos juros

19 out, 2016 - 11:46 • André Rodrigues

"Portugal é o país do euro onde os juros vão pesar mais”. É título em destaque no “Diário de Notícias”. O jornal publica um gráfico comparativo da despesa com juros em percentagem do produto interno bruto.
A+ / A-

No conjunto dos Estados-membros da União Europeia, Portugal paga mais do que a Itália e a Grécia, que têm apesar de tudo uma dívida superior à portuguesa. A explicação, segundo o “DN”, a taxa de juro implícita à dívida portuguesa é a mais elevada do euro.

O Reino Unido dá mil milhões de libras por ano à União Europeia em troca do acesso ao mercado único no pós-Brexit. A notícia está em destaque no “Jornal Económico” e também no “Financial Times”. Theresa May, a Primeira-ministra do Reino Unido não descarta a possibilidade futura de fazer pagamentos à União Europeia para garantir um acesso privilegiado ao mercado comum. Uma solução que é apoiada por alguns eurocépticos dentro do próprio Partido Conservador, que admitem que a contrapartida financeira dada a Bruxelas pode abrir caminho para que Londres tenha exclusividade de decisão nas matérias sensíveis do Brexit. Desde logo, a imigração.

E por falar em imigração, a Turquia volta a avisar a União Europeia que, sem isenção de vistos, o acordo para a gestão do fluxo de refugiados é letra morta. A renovada ameaça de Ancara está hoje em destaque no jornal grego “Kathimerini”. O jornal cita declarações do ministro turco para os assuntos europeus: ou Bruxelas aplica a isenção de visto para os cidadãos turcos até ao final do ano ou a Turquia cancela o compromisso de readmitir os imigrantes ilegais que tentam chegar à Europa.

Por cá, o jornal “Público” leva-nos até Marte. É que hoje, “Nós europeus, somos marcianos”. Nem mais. Quando forem 15h49 em Portugal, a missão do módulo europeu Schiaparelli terá aterrado inteiro na superfície de Marte. É pelo menos esse o grande objectivo da Agência Espacial Europeia. Fazer algo aterrar em Marte. Coisa que os norte-americanos já conseguiram várias vezes. O “Público” resgata a má memória da missão Beagle 2 que foi a primeira experiência marciana desenvolvida na Europa. Há 13 anos, o módulo libertou-se da sonda Mars Express rumo ao planeta vermelho e nunca mais deu sinal de vida, para frustração dos cientistas europeus. Vamos ver como vai correr hoje. Para assistir em directo, basta ir ao site da ESA, a Agência Espacial Europeia. A emissão arranca às 14h00.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.